agencia

Notícias

Sábado, 08/09/2018 - 08h06

Escolas da rede pública municipal realizam eventos em alusão à Semana da Pátria

Desfiles e exposições nas escolas marcaram o Dia da Raça, a Independência do Brasil e o aniversário da cidade de São Luís incentivando nos alunos a cidadania e o espírito cívico

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Estudantes de escolas da rede pública municipal participaram de comemorações da Semana da PátriaDurante toda esta semana, alunos de escolas da rede pública municipal de São Luís realizaram atividades alusivas à Semana da Pátria, entre desfiles e exposições nas escolas, eles comemoraram o Dia da Raça (5), a Independência do Brasil (7) e o aniversário da cidade de São Luís, que completa 406 anos neste sábado (8). Os preparativos em algumas escolas acontecem bem antes da chegada da Semana da Pátria, como é o caso da Unidade de Educação Básica Infantil (U.E.B.) Moranguinho, no bairro Monte Castelo, que, este ano, começou a sensibilizar os estudantes desde o mês de maio, por meio do projeto Vivendo Valores.

Pesquisas, recortes, pintura, redações e outros recursos pedagógicos foram utilizados em sala de aula para estimular o imaginário de crianças e adolescentes fortalecendo em cada um desses estudantes valores de cidadania, que promovam o respeito, a igualdade e o amor à pátria, culminando com desfiles e outros momentos cívicos na Semana da Pátria. "Cada uma dessas iniciativas mostra o comprometimento dos nossos docentes com a educação integral de crianças e adolescentes atendidos pela rede municipal de ensino de São Luís, cuja política de inclusão é ponto fundamental para a gestão do prefeito Edivaldo", destaca o secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa.

A U.E.B. Moranguinho realizou o desfile do Dia da Raça (5) junto com o anexo Nossa Senhora Aparecida, ambos no Monte Castelo, chamando a atenção da comunidade para o respeito às diferenças e pela igualdade racial. Algumas escolas da zona rural, entre elas as unidades São José de Itapera, Uruati, Dom Delgado e Casa Familiar Rural, promoveram desfiles; já a U.E.B. Augusto Mochel, também na zona rural, reuniu os estudantes no pátio da escola para um momento cívico de hasteamento da bandeira e para cantar o Hino Nacional. Na zona urbana, as U.E.Bs. Residencial Paraíso, Justo Jansen e Sá Vale também realizaram desfiles cívicos.

A gestora da U.E.B. Moranguinho, Rosinéia Nascimento, conta que o projeto Vivendo Valores visa sensibilizar os estudantes para questões que dizem respeito ao patriotismo e civismo, culminando com ações em parceria com os pais dos alunos e com a comunidade na Semana da Pátria. "O objetivo maior desse nosso projeto é a valorização do patriotismo, do cuidado com o nosso país, e de lembrar que somos uma mistura de raças, e que cada pessoa é um ser em especial e que deve ser respeitado e valorizado", destacou a professora Rosinéia.

O desfile das escolas Moranguinho e Nossa Senhora Aparecida percorreu algumas ruas do bairro. Josué Souza, aluno do 4º ano no anexo N.S. Aparecida disse que adorou o desfile, pois chamou a atenção para a não discriminação e um país sem violência. "O preconceito gera muitas vezes a violência, e por isso devemos sempre realizar ações que cooperam para que a violência tenha fim", comentou Josué.

Daiana Ferreira, mãe da aluna Júlia dos Santos, do 2º ano da U.E.B. Moranguinho, disse que este é o primeiro ano que participa do evento. "Achei muito importante o destaque para a igualdade racial, para que nossas crianças e adolescentes cresçam sabendo respeitar e valorizar o próximo. Além disso, o desfile foi muito bonito", destacou Daiana.

SÃO LUIS 406 ANOS

Na U.E.B. Justo Jansen os estudantes se concentraram na frente da escola, na rua das Crioulas, fazendo um breve desfile no percurso da referida rua, e antes de retornar à escola cantaram um hino de Louvação a São Luís e parabéns pelos 406 anos da capital.

"Temos que manter viva esta tradição, pois a Semana da Pátria remete a valores que não podem acabar com o tempo", disse Rosana Ribeiro, moradora da rua, que acompanhou toda a movimentação dos estudantes da porta de sua residência. Josevaldo Ezequiel, pai de João de Deus Silva Neto, de 10 anos, estudante da U.E.B. Justo Jansen disse que ficou emocionado em ver o filho se envolvendo nessas atividades. "Eu desfilei muitas vezes quando criança, e agora, vendo meu, filho, fico feliz e emocionado; muito honrado com isso", declarou.

DIA DA RAÇA

O dia da Raça (5) foi comemorado pelos estudantes da Unidade de Educação Básica Infantil (U.E.B.) Residencial Paraíso pelas ruas do bairro, no Itaqui-Bacanga, junto com outras escolas e grupos locais, a exemplo da Escola de Balé e do Grupo de Desbravadores do Residencial Paraíso. Os pelotões mostraram as cores do Brasil e toda a sua miscigenação, cultura e tradição, por meio de indumentárias afro e de fantasias e objetos que traduzissem a complexidade da história das raças e do desenvolvimento da nação brasileira com foco nas profissões e serviços existentes.

VALORES

A U.E.B Sá Vale, no bairro do Anil, trouxe para o seu desfile temas relacionados à paz. Cerca de 400 estudantes do 1º ao 9º ano fizeram o percurso pelas ruas do entorno da escola. O evento teve o envolvimento dos gestores, professores, estudantes e pais de alunos que confeccionaram algumas fantasias e adereços. Os principais temas mostrados foram paz no trânsito, paz nos estádios e incentivo à leitura.

A professora Raquel Gonçalves, do 3º ano, falou da importância desse momento para os estudantes. "Não podemos perder esses valores. A escola tem a função de trazer novamente a identidade da nossa história para o contexto da sala de aula'', disse.

Jucilene Mendonça, 7º ano, 12 anos, falou sobre a felicidade em participar do desfile. ''Eu sempre participo dos desfiles da minha escola e a cada ano fico feliz por representar a minha nação em um desfile tão lindo'', falou com muita alegria. Para Maria de Fátima, mãe da estudante Jucilene Mendonça, trabalhar temas relacionados à paz é importante. ''É muito importante a escola abordar assuntos desse tipo para com os nossos filhos, por que muitos já estão inseridos em um contexto de vulnerabilidade e trazer temas relacionados a paz e de total relevância'', contou.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem