agencia

Notícias

Quarta-feira, 19/09/2018 - 08h03

Galeria Trapiche abre exposição que compõe a Ocupação Trapiche #10 nesta quarta-feira (19)

A mostra 'Missão Artística Maranhense', do artista Alexandre Mourão, fica em cartaz no equipamento cultural da Prefeitura de São Luís até o dia 19 de outubro; visitações são gratuitas e podem ser feitas de segunda a sexta, das 14h às 19h

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Uma das obras em cartaz na exposição 'Missão Artística Maranhense', que integra a Ocupação Trapiche #10A Galeria Trapiche, equipamento cultural da Prefeitura de São Luís, abre, nesta quarta-feira (19), às 18h, a mostra 'Missão Artística Maranhense', do artista Alexandre Mourão, uma das selecionadas na Chamada Pública Ocupação Trapiche #10. A curadoria é da Dra. Regiane Caire Silva e tem como convidado o grupo Urban Sketchers São Luís. A exposição fica em cartaz até 19 de outubro, aberta para visitação de segunda a sexta, das 14h às 19h.

"Chegamos a décima edição da Ocupação Trapiche e muita gente boa já passou por aqui. O principal objetivo da ocupação é o de atender à política cultural municipal que incentiva o fomento às artes visuais por meio de atividades de circulação de obras e intercâmbio do trabalho de artistas de diferentes regiões. Por se tratar de uma chamada pública nacional, conseguimos trazer para dentro da Galeria obras de todo país, mas sempre priorizando os artistas locais", contou a diretora da Trapiche Santo Ângelo, Camila Grimaldi.

'Missão Artística Maranhense' relaciona passado e presente com apropriações de imagens do livro "O Universo: Brasil, Colômbia e Guianas" de 1837, do autor francês Ferdinand Denis (1789-1890). A rara edição inclui 83 gravuras em preto e branco de diversos artistas, entre eles Jean-Baptiste Debret que aborda como tema o Brasil colônia, descrevendo o povo e costumes da época.

Na mostra, lado a lado, estão as obras originais impressas de Debret, destacadas do livro, e as aquarelas de Alexandre Mourão cuja reinterpretação recebe forte influência da cultura maranhense, provocando um diálogo entre a história e o momento presente. O conjunto aguça de maneira crítica o sentido estético, histórico e político, territórios que artista percorre de maneira singular.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem