agencia

Notícias

Quarta-feira, 26/09/2018 - 15h59

Gestão do prefeito Edivaldo estimula envelhecimento saudável com ações voltadas ao Idoso

Na Semana do Idoso várias ações estão sendo desenvolvidas pela Prefeitura; e eventos têm como público-alvo a população atendida pela Prefeitura no Centro de Atenção Integral à Saúde do Idoso e integram as políticas públicas da gestão do prefeito Edivaldo voltadas para este segmento da população

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura comemora a Semana do Idoso com diversas ações de saúde, lazer e bem-estarAções de saúde, lazer, cultura, dança, entre outras atividades voltadas à promoção do envelhecimento saudável são desenvolvidas pela gestão do prefeito Edivaldo dentro das políticas públicas implementadas pela Prefeitura de São Luís para este segmento da população da capital. Em comemoração à Semana do Idoso, iniciada na segunda-feira (24) e prosseguindo até domingo (30), o município elaborou uma programação, coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus), que contempla diversas atividades envolvendo os idosos integrantes do Centro de Atenção Integral à Saúde do Idoso (Caisi).

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, enfatizou a importância das ações da gestão do prefeito Edivaldo para a promoção da qualidade de vida dos idosos. Segundo ele, os idosos têm alcançado resultados muito significativos na melhora da saúde e do estado emocional. "Desenvolvemos um vasto conjunto de atividades que proporcionam aos idosos maior interação social, retirando-os da ociosidade, além de estimulá-los a viver melhor. São programas extremamente significativos para esse público que requer atenção especial. Todos estão inseridos na política de atenção ao idoso desenvolvida na gestão do prefeito Edivaldo", observou o secretário.

Nesta quarta-feira (26), os idosos participaram de atividades terapêuticas de medicina alternativa oriental e fizeram tai chi chuan, arte marcial chinesa praticada com movimentos lentos e em silêncio, proporcionando, segundo a técnica, a movimentação da energia do corpo e estimulando a consciência corporal, a concentração e a tranquilidade, além fortalecer a musculatura. Ainda como parte da Semana Idoso, a Casa recebeu, nesta quarta-feira (26), a visita da imagem de Santa Teresinha, seguida de uma missa celebrada no local.

Momentos de muita descontração serão vivenciados pelos idosos na grande seresta que acontece na manhã desta quinta-feira (27). À tarde, os participantes elegem a miss e mister Caisi. Já na sexta-feira (28), será realizada nas instalações do Centro uma grande ação social com atividades de vacinação, testagem de glicemia, medição de pressão arterial, cabeleireiro, manicure, maquiagem, entre outras nas áreas da do embelezamento, saúde, lazer, cultura, entre outras. E, a partir das 13h, inicia a gincana cultural com participação de equipes formadas por idosos do Caisi. A ação culmina com uma caminhada pelo Centro Histórico, no domingo (30), com concentração na Praça Dom Pedro II, às 7h30. Em seguida, será realizado um aulão de zumba. A previsão é que cerca de 600 idosos participem da ação.

O Centro de Atenção Integral ao Idoso (Caisi) é uma das políticas públicas desenvolvidas pela Prefeitura de São Luís na gestão do prefeito Edivaldo em atenção à saúde e ao bem-estar desse público. A instituição, que é coordenada por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), realiza uma média de 13 mil atendimentos por mês, individualmente e em grupos, estimulando a prática de atividades sociais, esportivas, culturais, artes manuais, terapia ocupacional, alongamento, entre outros. O espaço oferece ainda assistência nas áreas de geriatria e gerontologia, educação física, psicologia, enfermagem, fonoaudiologia, terapia familiar, assistência social, atividades culturais e artísticas, com aulas de canto e dança, entre outras ações.

AÇÕES

Além das atividades desenvolvidas no Caisi, a Prefeitura também desenvolve outras iniciativas com vistas à promoção da saúde, do bem-estar físico e emocional dos idosos, na capital. O programa São Luís Saudável, executado pela Secretaria Municipal de Desposto e Lazer (Semdel), e o Vida Ativa, coordenado pela Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), são algumas dessas ações.

O programa São Luís Saudável é desenvolvido em núcleos que abrangem diversos bairros da cidade. A ação beneficia mais de 600 idosos em toda capital, fomentando a prática esportiva, a prevenção de doenças e a interação social entre eles. Já o Vida Ativa oferece atendimento socioassistencial, atividades físicas, esportivas e recreativas, além de aulas de alfabetização à pessoa idosa. A ação tem como objetivo garantir o envelhecimento saudável e ativo aos integrantes da ação.

ACADEMIAS DE SAÚDE

Atualmente, os idosos da capital contam também com as Academias de Saúde, criadas por meio dos projetos de reestruturação de espaços urbanos desenvolvidos pela gestão do prefeito Edivaldo, visando ofertar à população áreas públicas mais apropriadas ao lazer, a prática de atividades físicas e à convivência social e, assim, possam ter em seu próprio bairro uma vida mais saudável. Estes equipamentos têm contribuído também para a prevenção de doenças entre os idosos que aproveitam para se exercitar nos espaços, normalmente próximos de suas casas.

O objetivo das academias instaladas pela Prefeitura, por meio das secretarias de Urbanismo e Habitação e de Desporto e Lazer, é contribuir para a promoção da saúde da população, a partir da implantação de polos com infraestrutura adequada a diversas atividades físicas fundamentais para a melhoria da qualidade de vida da população e prevenção de doenças como obesidade, diabetes, hipertensão, ocorrências de colesterol alto, além de problemas osteoarticulares, entre outras.

A Prefeitura também estimula práticas de vida saudável a grupos de idosos atendidos pelas Unidades Básicas de Saúde do município, a exemplo do grupo Mexa-se pela Vida, da Vila Embratel. Cerca de 160 idosos participam da ação, que desenvolve atividades de interação, lazer e motivação promovidas com o objetivo de estimular a sociabilidade e a melhoria da qualidade de vida dos idosos participantes. O grupo é coordenado pelo Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF) da Vila Embratel.

As atividades e as ações de estímulo a mudanças nos hábitos de vida dos idosos que integram o projeto têm contribuído para a superação de problemas que acometem muitos idosos, como depressão, ansiedade, hipertensão, diabetes, além dos relativos às articulações, como artrose e artrite. As atividades são realizadas conforme as limitações de cada um. As atividades físicas desenvolvidas pelo NASF aos idosos são, em sua maioria, voltadas à melhora da coordenação motora, da flexibilidade, da concentração, do fortalecimento muscular e perda de peso.

ENVELHECIMENTO

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a tendência de envelhecimento da população nos últimos anos, decorre tanto do aumento da expectativa de vida pela melhoria nas condições de saúde quanto pela questão da taxa de fecundidade, pois o número médio de filhos por mulher vem caindo.

A população brasileira manteve a tendência de envelhecimento dos últimos anos e ganhou 4,8 milhões de idosos desde 2012, superando a marca dos 30,2 milhões em 2017, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, divulgada em abril deste ano pelo IBGE.

A população do país deverá crescer até 2047, quando chegará a 233,2 milhões de pessoas. Nos anos seguintes ela cairá gradualmente, até os 228,3 milhões em 2060. Essas são algumas das informações da revisão 2018 da Projeção de População do IBGE, que estima demograficamente os padrões de crescimento da população do país, por sexo e idade, ano a ano, até 2060.

Conforme a pesquisa, no ano de 2060, um quarto da população (25,5%) deverá ter mais de 65 anos. Nesse mesmo ano, o país teria 67,2 indivíduos com menos de 15 e acima dos 65 anos para cada grupo de 100 pessoas em idade de trabalhar (15 a 64 anos).

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem