agencia

Notícias

Quarta-feira, 03/10/2018 - 09h29

Secretaria Municipal de Educação encerra programação em alusão ao Setembro Azul

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Secretaria Municipal de Educação encerra programação em alusão ao Setembro Azul

Rodas de conversa, mostras de recursos pedagógicos, gincanas, cinema bilíngue e passeio cultural foram algumas das atividades desenvolvidas pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), durante todo o mês de setembro em alusão ao Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência e do Surdo - 21 e 26 de setembro, respectivamente. As atividades integraram a programação do Setembro Azul que também incluíram palestras e uma mesa redonda sobre a educação especial na rede municipal.

Durante a palestra, que aconteceu na Faculdade Estácio, foram abordados qualificação de profissionais da área, conscientização da família e amigos, ensino da linguagem de libras para todos, além de destacar a importância da escola.

O titular da Semed, Moacir Feitosa frisou a importância do trabalho desenvolvido nesta área. "O trabalho que realizamos com nossos alunos é uma das prioridades da gestão, pois ela representa na prática a orientação de acessibilidade à rede de municipal de ensino dada pelo prefeito Edivaldo", pontuou o titular da Semed, Moacir Feitosa.

A coordenadora, Erlene Régia, reafirmou a fala do secretário. "Estamos desenvolvendo um trabalho com a nossa comunidade surda da rede, e isso é bastante relevante porque foi aberto um espaço próprio para eles, com professores capacitados, especializados e formados na área. Hoje as salas bilíngues funcionam na U.E.B Luís Viana e realiza bem seu trabalho, em termos de aprendizagem, conscientização, além disso, oferecemos um curso de libras para a comunidade em geral. E o melhor de tudo é vermos nos rostos dos pais e da família que o nosso trabalho está dando resultados e refletindo nos nossos alunos, isso é muito gratificante, e esse evento é um marco".

O promotor de Justiça e representante do procurador-geral de Justiça, Marco Amorim, presente à palestra, destacou a necessidade da inclusão. "Há a necessidade que se faça a inclusão diária das pessoas surdas em nossa sociedade, é um rompimento de barreiras, e nós temos que estar preparados para receber essas pessoas".

A promotora da Educação Especial e Inclusiva de São Luís, Lucianne Belo destacou a importância do evento. "É muito importante que a resposta dos órgãos executivos sejam efetivas, por isso a relevância do tema, com um trabalho voltado para toda família, o que é de suma importância para haver uma inclusão desde o berço e a escola faz isso".

A superintendente da Área da Educação Especial, Dalvina Ayres, também ressaltou a importância desse encontro. "A na escola atende o público de pessoas surdas, que é elevado. Hoje, nós estamos dividindo espaço com a U.E.B Luís Viana, porém já estamos trabalhando para realizarmos esse sonho de uma escola exclusiva para a comunidade surda".

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem