agencia

Notícias

Quinta-feira, 11/10/2018 - 17h32

Prefeitura de São Luís alcançou a meta de vacinação contra a poliomielite e o sarampo

Dados da Semus mostram que a cobertura de sarampo foi de 95,69% do público-alvo, e de 96,1% para a pólio; ações de mobilização implementadas pela gestão do prefeito Edivaldo foram fundamentais para o sucesso da campanha

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Campanha de vacinação foi levada a vários espaços da cidade, entre os quais os shoppings da capital A partir de ações estratégicas implementadas pela gestão do prefeito Edivaldo, a Prefeitura de São Luís São Luís alcançou a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde para a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo, realizada nos meses de agosto e setembro deste ano. Dados da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) mostram que a cobertura de sarampo foi de 95,69% do público-alvo, e de 96,1% para a pólio.

Em São Luís foram aplicadas 58.698 doses de vacina contra a pólio, e 58.447 contra o sarampo, imunizando um público formado por crianças de um a menos de 5 anos. Para ampliar e garantir a homogeneidade desta cobertura, a Semus informa que as duas vacinas continuam sendo ofertadas na rotina da rede municipal de saúde.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, ressalta as estratégias desenvolvidas pela Prefeitura para garantir o cumprimento da meta. "Em todo o país tem-se observado queda nos indicadores de vacinação por desinteresse da população; por isso, a gestão do prefeito Edivaldo realizou diversos eventos de mobilização. O trabalho foi compensado com o resultado da cobertura", disse o titular da Semus.

Várias foram as estratégias desenvolvidas pela gestão do prefeito Edivaldo para proteger a população contra a pólio e o sarampo. Entre as ações promovidas pela Prefeitura de São Luís destaque para o aumento da quantidade de salas de imunização com a disponibilização do serviço em alguns locais públicos como feiras e shoppings, reforçando, desta forma, a estratégia colocada em prática deste o início da campanha que começou na capital 15 dias antes da mobilização nacional. A Prefeitura realizou, ainda, o Dia D Municipal de Vacinação e participou de dois Dia D Nacional da mobilização. 

De acordo com a superintendente de Vigiância Epidemiológica e Sanitária, Terezinha Lobo, a população deve continuar atenta para o cumprimento do calendário nacional de vacinação. "Crianças, idosos, gestantes, e todas as pessoas que integram grupo que é alvo de imunização definido pelo Ministério da Saúde, tem que tomar as vacinas regularmente para afastar o risco de contrair algumas doenças sérias e manter o controle epidemiológico que temos atualmente", explica.

As autoridades de saúde brasileiras têm alertado sobre o risco da volta de doenças preveníveis por vacinação que já não circulavam no Brasil, como por exemplo o sarampo.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem