agencia

Notícias

Sexta-feira, 23/11/2018 - 14h57

Estudantes da rede municipal vivem momentos de encanto e descobertas na Feira do Livro de São Luís

Programação tem atividades voltadas especificamente para crianças e adolescentes; estímulo à leitura e à busca pelo conhecimento são marca das ações pensadas pela gestão do prefeito Edivaldo para a Feira do Livro

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Crianças da rede municipal participam de atividades na FeliSRodas de conversa, oficinas, palestras, contação de histórias, brincadeiras, pintura de rosto, sessão de vídeos e lançamento de livros são algumas atividades realizadas pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) na 12ª Feira do Livro de São Luís (FeliS), que acontece no Multicenter Sebrae até o próximo domingo, dia 25. Promovida pela Prefeitura de São Luís, a Feira do Livro recebe, diariamente nos espaços montados pela Semed, aproximadamente 300 estudantes de 10 escolas da rede pública municipal, além de alunos de escolas particulares e comunitárias e crianças de diversos bairros da capital, acompanhadas por seus pais ou responsáveis. Esta é a sexta edição do evento realizada pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior tendo entre seus objetivos fomentar e incentivar à leitura.

Para o titular da Secretaria Municipal de Educação, Moacir Feitosa, os estudantes são o público prioritário deste grande evento organizado pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior. "Crianças, adolescentes e jovens são os principais frequentadores da Feira do Livro, por isso todos os anos, por orientação do prefeito Edivaldo, organizamos juntos com os parceiros, o espaço da melhor forma para atender todas as idades, com projetos nas áreas de língua portuguesa, matemática, ciências, física, inclusão digital, música, teatro e outras inúmeras expressões artísticas para atrair e prender a atenção dos estudantes", diz Moacir Feitosa.

A Feira do Livro de São Luís traduz a necessidade de mobilizar e incentivar o gosto pela leitura e escrita entre os estudantes por meio de palestras e oficinas nas áreas de leitura; os debates sobre temas atuais e importantes envolvendo educação e cultura; e ainda os lançamentos de várias obras literárias, para o público infantojuvenil e adulto, que estão acontecendo rotineiramente, todos os dias de realização do evento.

"É o fomento à leitura, à escrita e às produções artísticas e culturais, para a formação de um público leitor e, possivelmente, escritor e protagonista do seu futuro, pois já temos visto nos últimos anos estudantes subindo ao palco da FeliS para mostrar todo o seu talento e obras produzidas a partir do incentivo dado pela Feira do Livro e pelos programas e projetos que a gestão do prefeito Edivaldo tem realizado nas escolas da rede municipal ao longo dos últimos seis anos", ressalta o titular da Semed, lembrando que até domingo (25) a programação continua ininterrupta, com atividades para todos os públicos entre 10 da manhã e 22h.

Entre os espaços exclusivos com atividades da Secretaria Municipal de Educação estão o Semed I (Infantil), Semed II (Fundamental) e o da Educação Especial, que recebem não só estudantes, mas todo tipo de público proveniente da capital e interior. Além do mais, os estudantes da rede municipal de São Luís visitam todos os espaços da Feira, usufruindo dos recursos colocados à disposição por todas as instituições parceiras do evento; como é o caso do Espaço Parque Botânico da Vale, que está oferecendo, entre outras coisas, oficinas de reciclagem para os visitantes. Alunos do Anexo Santa Terezinha da Unidade de Educação Básica (U.E.B.) Mário Andreazza participaram desta oficina, aprendendo a produzir marcadores de páginas com sobras de tecidos e caixas de leite.

Também passaram pelo espaço, as escolas municipais Zuleide Andrade, Evandro Bessa, José Assub, Josefina Serrão, Rosa de Saron e Cecília Meireles. "Participamos de muitas brincadeiras, de oficinas, e visitamos os estantes dos livros. Está tudo muito bonito. Eu nunca tinha vindo à Feira do Livro. Adorei", disse a adolescente Emily Raissa Veras Cardoso, 12 anos, do 5º ano na U.E.B. Evandro Bessa – Estiva.

Um dos destaques do evento é o Espaço Sensorial, da área da Educação Especial da Semed, montado com diversos recursos didáticos para orientar e tirar dúvidas dos visitantes sobre o Sistema Braille, de escrita e leitura para cegos e pessoas com baixa visão.

ESPAÇO SEMED I E II

Com o tema "O Castelo das Princesas", o estande Espaço Criança I da Semed está muito movimentado nesta 12ª edição da Feira do Livro de São Luís. Aproximadamente 300 crianças participam diariamente das programações nos turnos matutino e vespertino. A estimativa é de que mais de duas mil crianças passem pelo estande ao longo da FeliS, incluindo escolas da rede municipal, estadual, particular, comunitária, e o público em geral.

Na quarta-feira (21), o Espaço Criança I recebeu o escritor André Neves, ganhador do Prêmio Jabuti, um dos maiores prêmios da Literatura Brasileira. O autor falou sobre o seu livro, "Lino", e interagiu com as crianças através de desenhos, contação de história e brincadeiras lúdicas.

Algumas histórias têm se destacado e chamado a atenção do público, como a do jacaré, contada através de músicas, fazendo com que as crianças aprendam de forma lúdica. Tem ainda a historinha "O Peralta", contada em Libras por Rayssa Diniz Borralho Serejo – deficiente auditiva, contadora de histórias do projeto Carro Biblioteca da Semed. A história trabalha o incentivo à imaginação das crianças e o fortalecimento à inclusão.

Para a coordenadora do espaço Criança I, Sinara Coelho Lima, a FeliS é uma extensão das salas de aula, pois conta com ambientes preparados para acolher estudantes de todas as idades, ampliando ou mesmo fortalecendo o aprendizado. "Na verdade, parte de toda essa ambientação já existe na escola. Aqui é apenas uma extensão do que eles já usufruem. Trazê-los para a FeliS, é permitir que eles vivenciem um mundo maior do que eles já conhecem", assinalou Sinara.

Hudson Yuri Correia Baldez, 6 anos, da U.E.B. Evandro Bessa, no Coqueiro, falou da alegria em participar da Feira do Livro. "Gostei bastante, me diverti muito", disse o garoto. Também chama a atenção dos visitantes do espaço Criança I a "Sombrinha Literária" fixada no teto do estande. Livros de diversos escritores da literatura infantil foram amarrados na borda da sombrinha. A ideia é fazer com que todos os que entrem no local consigam enxergar as infinitas possibilidades que existem para além do olhar através dos livros.

Mais atividades lúdicas, jogos educativos e brincadeiras esperavam os estudantes no espaço Criança II da Semed, voltado para o Ensino Fundamental. Umas das atrações do espaço é o caça-palavras fixado na parede, onde os estudantes riscam e rabiscam à vontade sem danificar a ambientação. Para Conceição Carvalho, coordenadora do estande, a feira é um espaço de leitura para toda a família. "Os pais trazem seus filhos e ficam encantados, assim como eles. A cada leitura que fazem é uma nova descoberta. Ficamos felizes quando vemos que eles saem daqui contentes, satisfeitos", fala Conceição.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem