agencia

Notícias

Sábado, 01/12/2018 - 09h19

Prefeitura de São Luís realiza programação alusiva à campanha de combate à AIDS

Iniciativa vai do dia 3 ao dia 11 de dezembro e visa conscientizar a sociedade para a importância da prevenção; ação integra a política pública de saúde implantada pela gestão do prefeito Edivaldo

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Centro de Testagem é um dos equipamentos de saúde da Prefeitura de São Luís que está apto a fazer o teste de HIVReforço às atividades de prevenção e combate às doenças sexualmente transmissíveis e oportunidade para sensibilizar a população no trato com a saúde. Este é objetivo da campanha pelo Dia Mundial de Luta Contra a AIDS - 1º de dezembro - que terá como tema 'Prevenção combinada: vamos combinar direitos!!!'. Realizada pela Prefeitura de São Luís, a campanha promove atividades de 3 a 11 de dezembro em unidades hospitalares, instituições de ensino e órgãos públicos parceiros. As ações integram a política pública de saúde implantada pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior que, entre outras ações, reestruturou os espaços de atendimento, com a reforma dos Centros de Testagem e Acolhimento (CTAs), além de realizar ações de sensibilização e acolhimento na rede de saúde municipal.

As atividades da campanha serão coordenadas pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus). "O objetivo desse planejamento que culmina com a campanha vem reforçar a necessidade de dedicar mais atenção a este tema e promover a conscientização social. A proposta é que todos, poder público e sociedade somem nestes esforços para controle destas doenças", destaca o titular da Semus, Lula Fylho.

O secretário de Saúde complementa que "medidas como a reestruturação dos espaços de atendimento, reforma dos Centros de Testagem e Acolhimento (CTAs) e o trabalho compromissado dos profissionais de saúde reforçam a política desenvolvida pela gestão do prefeito Edivaldo na consolidação de um serviço de mais qualidade e acessível ao público atendido". 

A programação terá palestras, debates, rodas de diálogo, oficinas, distribuição de preservativo, além das ações de saúde com realização de teste rápido, aconselhamento e imunização. A campanha tem como foco as faixas etárias entre 15 e 50 anos, e integra as ações da semana municipal de luta contra a Aids, instituído pela Lei Municipal 3.705/98. O Dia Mundial de Luta Contra a AIDS fez com que o mês fosse batizado de Dezembro Vermelho e na ocasião são realizadas ações ao logo do período, em todo o país.

"A intenção é que o conjunto de ações desta iniciativa venha contribuir para estimular o hábito do uso da camisinha, combinando a imunização, testagem e o tratamento. Fruto de um trabalho articulado da gestão municipal, conseguimos reduzir a incidência da Aids e da sífilis congênita. É a partir deste trabalho que podemos avançar no controle e combate", destaca o coordenador Municipal de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), AIDS e Hepatites Virais da Semus, Wendel Alencar de Oliveira.

PROGRAMAÇÃO

A atividade de abertura da campanha, dia 3 de dezembro, será na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), das 8h às 17h, com teste rápido, aconselhamento, imunização, rodas de diálogo e palestra com o influenciador digital Francisco Garcia, o Tio Francisco. Às 16h30, será formado o Laço Humano com os usuários do SUS, profissionais e gestores do Distrito Itaqui-Bacanga e equipes dos Centros de Testagem e Aconselhamento do Anil e Lira e Centro de Saúde do Bairro de Fátima.

As atividades da campanha do Dia Mundial de Luta Contra a Aids prosseguem com ações dia 4, na Universidade Estadual do Maranhão (Uema), das 8h às 17h, com teste rápido, aconselhamento e imunização. Às 16h, formação do Laço Humano com os usuários do SUS, profissionais e gestores do Distrito Itaqui-Bacanga, na UFMA. 

Dia 5, no Colégio Sousândrade, Centro, terá oficinas e rodas de diálogo com jovens, das 14h às 16h. Dia 6, no Viva Bairro de Fátima, mobilização com distribuição de preservativos e orientações na feira do bairro, às 16h. Neste mesmo dia, às 14h30, no auditório do Hospital do Servidor, mesa redonda sobre o cenário epidemiológico de São Luís e outra abordando a Profilaxia Pós-Exposição do HIV e Hepatite B.

Ainda no dia 6, das 14h às 17h, no Ceuma Renascença, haverá teste rápido, aconselhamento, rodas de diálogo e palestra. A programação prossegue das 18h às 19h30, no bairro João de Deus, com aconselhamento, rodas de diálogo e palestras. Dia 8, da 8h às 12h, no Senai, Vila Esperança com ação social alusiva ao Dia Mundial de Luta Contra a Aids, encerrando a Semana Municipal de Luta Contra a Aids.

No dia 11, fechando a programação do Dia Mundial, no auditório do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), das 8h às 12h e das 14h às 17h, com teste rápido, aconselhamento, rodas de diálogo e palestra. À tarde, haverá ainda Mesa Redonda sobre o tema 'AIDS no Mercado de Trabalho'.

REDE DE ASSISTÊNCIA

O trabalho de controle das infecções sexualmente transmissíveis (DSTs), desenvolvida pela Prefeitura de São Luís na gestão do prefeito Edivaldo avança com unidades estruturadas para atendimento dos casos diagnosticados e adoção de medidas preventivas executadas pela gestão têm contribuído para a redução de casos e avanços nesta politica pública municipal de saúde.

As unidades de referência para atendimento nesta área são os CTAs do Lira e Anil, que tratam pacientes sem sintomas das doenças; o Centro de Saúde do Bairro de Fátima, que trata os que desenvolveram a doença e inclui ainda ambulatórios para adolescentes e jovens - único do Nordeste - e de Hepatites Virais – único no Maranhão; e demais unidades da rede na aplicação do teste rápido e prevenção.

AVANÇOS

Em 2014, a gestão municipal implantou o teste rápido para todas as infecções. A medida contribuiu para redução da sífilis e estimulou o conhecimento e procura da população pelo teste. O serviço acolhe gestantes durante todo o pré-natal, com oferta de testes e realização de exames e consultas. O programa desenvolvido pela Prefeitura também atua no controle das hepatites (A, B e C) e HPV.

Em materiais de prevenção, foram quase 30 milhões de itens de prevenção (gel lubrificante, preservativos masculino e feminino) distribuídos no período. Na primeira gestão do prefeito Edivaldo iniciou na capital a política de descentralização dos testes rápidos para atenção básica, com ampliação do uso destes testes rápidos. A medida contribuiu para redução das subnotificações.

Toda rede SUS de São Luís oferta algum serviço para controle da epidemia. Entre as estruturas estão ambulatório adulto; ambulatório para terapia de resgate para pacientes com falência de tratamento ; unidades de Profilaxia Pós Exposição ao HIV, HPV e Hepatite B-PEP;  unidades da rede do Sistema Único de Saúde-SUS para realização de teste rápido de HIV, Sífilis e Hepatites B e C.

Na gestão do prefeito Edivaldo, passou a ser disponibilizada todas as unidades da rede de urgência e emergência de São Luís para internações de pessoas com Aids, HIV e Hepatites Virais. Antes, apenas o Socorrão I oferecia esse serviço. A implantação de ambulatório de Hepatites Virais, que antes não existia e inclusão das ações de prevenção na rotina das unidades da Rede de Atenção Primária – antes não era de rotina e apenas 12 unidades ofereciam o atendimento.

SAIBA MAIS

O Dia Mundial de Luta Contra a AIDS foi definido pela Assembleia Mundial de Saúde, em outubro de 1987, com apoio da Organização das Nações Unidas (ONU). No Brasil, a data passou a ser adotada, a partir de 1988, por uma portaria assinada pelo Ministério da Saúde. O laço vermelho é visto como símbolo de solidariedade e de comprometimento na luta contra a doença. O projeto do laço foi criado, em 1991, pela Visual AIDS, grupo de profissionais de arte de New York para homenagear amigos portadores da doença.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem