agencia

Notícias

Sábado, 08/12/2018 - 09h37

Prefeitura de São Luís reforça serviços preventivos para o período chuvoso na capital

Ações rotineiras que integram o cronograma de serviços da gestão do prefeito Edivaldo estão sendo intensificadas por conta das chuvas; monitoramento de áreas de risco, limpeza e desobstrução de galerias e bueiros estão recebendo atenção especial

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Limpeza do sistema de drenagem da capital é feita de forma rotineira e intensificada no período de chuvasPeríodo chuvoso se aproximando e a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior executa uma série de ações preventivas de monitoramento, limpeza e desobstrução do sistema pluvial da capital com fins a minimizar os riscos à população da capital. Assim, a Prefeitura de São Luís tem intensificado as atividades rotineiras do cronograma de serviços, priorizando áreas de maior risco de acúmulo de água. No conjunto de ações está o monitoramento de áreas consideradas de risco, a limpeza com retirada de sedimentos, desobstruções de bueiros e galerias, capina, roçagem e poda de árvores. A manutenção do sistema de trânsito também integra as atividades.

Para as áreas de risco, a Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc), por meio da Defesa Civil Municipal elaborou plano de contingência para atender demandas nos locais de ocorrências. O planejamento envolve secretarias municipais e tem apoio de parceiros como a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e Exército. Paralelo ao trabalho técnico, a instituição desenvolve atividades educativas junto aos moradores, orientando sobre perigos e como agir em caso de possíveis deslizamentos ou desabamentos.

"Seguido orientação do prefeito Edivaldo para garantir a segurança, desenvolver ações sociais e de prevenção aos que residem nessas áreas elaboramos um plano de contingência para ações nas quais sejam necessários fazer atendimento nos locais e também deslocamento de pessoas", frisou o secretário da Semusc, Heryco Coqueiro.

A superintendente da Defesa Civil Municipal, Elitânia Barros, explica que o trabalho faz parte do planejamento continuado do órgão que é ligado à Semusc, vem sendo intensificado por conta das chuvas fortes que caíram na capital no fim de novembro. "Tivemos uma chuva atípica que trouxe problemas em áreas já consideradas de risco, mas a equipe mantém o monitoramento e vistorias nestes locais para evitar maiores prejuízos aos moradores e seus imóveis", reforça Elitânia Barros.

LIMPEZA E DESOBSTRUÇÃO

Paralelo às ações de monitoramento, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), trabalha na desobstrução e limpeza de bueiros e galerias, com serviço mecanizado e apoio de caminhões hidrojato. Na ação é realizada a retirada de sedimentos - barro, arenosos e matagal. Por ocasião das chuvas, pode ocorrer arrastão de material arenoso para galerias e bueiros, causando obstrução. Os serviços prepararam as áreas em caso de grande volume de chuvas.

"Devido às chuvas em nossa cidade nos últimos dias, bem como a indicação da continuidade para os próximos dias, estamos intensificando os serviços de limpeza e desobstrução de bueiros e galerias pela cidade. Esse trabalho preventivo, que a gestão do prefeito Edivaldo realiza de forma permanente na manutenção do sistema de drenagem urbana da cidade, é de suma importância para garantir a funcionalidade do uso do solo urbano no período chuvoso", reforça o titular da Semosp, Antônio Araújo. 

Somado às atividades nas áreas mais atingidas com o acúmulo de água, a Prefeitura realiza a limpeza de canteiros em vias públicas de fluxo intenso. Em diversos pontos da cidade, as equipes promovem serviços de capina e roçagem, retirada de mato dos canteiros e outros espaços públicos. Limpeza de praças, fixação de placas, revisão da iluminação pública, podas de árvores, roçagem, capina, análise e avaliação de comprometimento das árvores e ação dos agentes de endemias, também compõem os trabalhos da limpeza urbana.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, informa que o combate ao descarte irregular de lixo nas vias públicas é fundamental para prevenir alagamentos pela cidade. "Esse lixo que é jogado irregularmente nas ruas é arrastado pela chuva e vai parar nos bueiros e galerias da cidade, entupindo estes equipamentos e ocasionando alagamentos. Por isso, o cidadão precisa colocar o seu lixo na porta de casa, em sacos bem amarrados, de acordo com os dias e horário da coleta", orienta a gestora.

Entulhos, móveis sem serventia e eletrodomésticos sem uso devem ser levados para um dos 11 Ecopontos da cidade. "Com a colaboração de todos, a cidade fica mais limpa e não teremos tantos problemas e prejuízos", disse Carolina Estrela. Por meio de plano de ações da Secretaria Municipal de Trânsito (SMTT), o sistema semafórico da capital também recebe manutenção e é monitorado para solução dos problemas identificados.

PREVISÃO

Segundo o Laboratório de Meteorologia do Núcleo Geoambiental da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), o volume de chuvas registrado até o dia 7 de dezembro foi de 2071,0 mm, sendo que a climatologia prevê um total anual de 2290,0 mm, o que é considerado normal para o período.  A previsão do Núcleo é que em dezembro as chuvas alcancem 77,4 mm; e no próximo ano, janeiro registre em torno de 244,2 e fevereiro, 373,0 mm.

"Quando falamos em intensidade de chuva, consideramos a quantidade de chuva precipitada num intervalo de tempo, geralmente a cada hora. As chuvas devem se comportar em torno do padrão normal da climatologia, obedecendo a expectativa da previsão", avalia o meteorologista Carlos Márcio de Aquino Eloi.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem