agencia

Notícias

Sexta-feira, 21/12/2018 - 19h03

Prefeitura de São Luís, Vale e moradores discutem ações para combater lixões no Itaqui-Bacanga

Durante o encontro, foi discutido um plano de ações para combater a prática irregular da destinação inadequada do lixo, em vias públicas

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura de São Luís, Vale e comunitários discutem ações para combater lixões no Itaqui-BacangaO mau hábito do descarte irregular de lixo têm sido um dos problemas urbanos mais complexos da atualidade, e que resulta na formação de lixões a céu aberto, mesmo quando há coleta domiciliar feita regularmente pela gestão municipal. Preocupados com os constantes acúmulos de resíduos em locais inapropriados, na área Itaqui-Bacanga, representantes da Prefeitura de São Luís, da Vale e da comunidade, discutiram o tema, em reunião realizada, na última quinta-feira (20), na Associação Comunitária Itaqui-Bacanga (Acib). O diálogo foi coordenado pelo vice-prefeito Julio Pinheiro.

Durante o encontro, foi discutido um plano de ações para combater a prática irregular da destinação inadequada do lixo em vias públicas, com proposta de urbanização do canteiro central da Avenida dos Portugueses e instalação dos ecopontos no EIT e no Fumacê. Participaram da reunião representantes do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, da Prefeitura de São Luís, da Companhia Vale, da Associação Comunitária Itaqui-Bacanga (Acib) e da Associação de Moradores do Fumacê.

A Acib apresentou o projeto "Canteiros Verdes", elaborado pela entidade, como uma das alternativas para coibir a destinação irregular de lixo no canteiro central da Avenida dos Portugueses, principal via da área. A proposta consiste na urbanização do espaço, com plantios de árvores, ao longo da avenida, entre os bairros Fumacê e Vila Isabel, com a parceria de instituições que atuam na área, como a Empresa Maranhense de Administração Portuaria (EMAP), o Terminal de Grãos do Maranhão (Tegram) e a Companhia Vale, que já sinalizaram a possibilidade de participação no projeto.

O projeto prevê também a capacitação e sensibilização da comunidade para o problema do descarte irregular do lixo e a construção de espaços úteis para os moradores. "Ainda estamos na fase de estudos da viabilidade legal do projeto e de orçamento, para que possamos finalizar", destacou o presidente da ACIB, Ivan Júnior Santiago.

"Acho que tivemos avanços na discussão do problema e o próximo passo é fazer os encaminhamentos formais necessários para efetivar as ações", avaliou o vice-prefeito Julio Pinheiro, que é antigo morador da área Itaqui-Bacanga.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Estrela, elogiou a iniciativa do projeto e destacou que, uma vez executado, há necessidade de manutenção das áreas beneficiadas, sugerindo que as empresas parceiras adotem trechos do canteiro para cuidarem por um determinado período.

Segundo Carolina, outra ação que será fundamental na conscientização dos moradores para o descarte correto do lixo é a instalação dos ecopontos já previstos para a área. A Prefeitura de São Luís planeja entregar dois ecopontos para a população, um na área do EIT e o outro no bairro Fumacê. A gestora pediu, inclusive, apoio da ACIB para colaborar no diálogo com a comunidade sobre a construção dos ecopontos.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem