agencia

Notícias

Quinta-feira, 24/01/2019 - 10h41

Com música, poesia e história primeiro Passeio Serenata de 2019 exalta riqueza cultural da capital

Realizado na noite da última quarta-feira (23), evento foi prestigiado pelo prefeito Edivaldo e pela primeira-dama Camila Holanda que ao lado da população acompanhou cortejo pelas ruas do Centro Histórico

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeito Edivaldo, ludovicenses e turistas prestigiam primeiro Passeio Serenata de 2019O prefeito Edivaldo Holanda Júnior, a primeira-dama, Camila Holanda, ludovicenses e turistas participaram do primeiro Passeio Serenata de 2019, realizado pela Prefeitura de São Luís na noite da última quarta-feira (23). O evento, coordenação da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), rememorou poetas, escritores e outras personalidades da história do Maranhão que influenciaram a literatura e a cultura de São Luís. A Praça Benedito Leite, o Largo da Sé, a fachada da sede da Prefeitura, o Palácio dos Leões, o Beco Catarina Mina e as ruas do Centro Histórico da cidade se transformaram em cenários para receber atores e atrizes que ressaltaram a riqueza cultural do Estado. 

"Além do Passeio Serenata, que conta a história da cidade de São Luís por meio da representação de personalidades que marcaram a literatura e as artes, nossa gestão também valoriza a cultura local com eventos como o Sarau Histórico e o Roteiro Reggae que integram o programa Reviva, além da Feirinha São Luís. Ações positivas que desenvolvemos na área central da nossa capital e que trazem famílias inteiras e também turistas para interagir com a gente e desfrutar desse momento no Centro Histórico", destacou o prefeito Edivaldo.

A secretária de Turismo, Socorro Araújo, ressaltou a importância de valorizar o rico legado cultural da cidade. "Hoje, quem veio ao Passeio Serenata ou a pessoa que já participou do evento, pode redescobrir São Luís por meio das histórias de vida dos grandes vultos. São Luís é Patrimônio Cultural da Humanidade não só por nossas riquezas, mas somos patrimônio pelas pessoas. Meu agradecimento aos moradores de São Luís, aos turistas que nos prestigiam e a todos que nos valorizam", afirmou.

A secretária também lembrou a iniciativa do prefeito Edivaldo que incentiva projetos que requalificam a cidade e criam na população o sentimento de pertencimento, como comprovam as obras de reforma do Complexo da Deodoro, realizadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em parceria com a Prefeitura de São Luís e entregues no final de 2018.

PERSONALIDADES HISTÓRICAS

O evento iniciou na Praça Benedito Leite, onde as pessoas já aguardavam os primeiros acordes dos músicos Arlindo Pipiu (violão), Eliézio (acordeon), Carlos Chinês (percussão) e Lazico (pandeiro), e dos cantores Spirro e Tássia Campos que presentearam o público com um repertório de clássicos da época de ouro da música popular brasileira.

Durante o Passeio Serenata, o público pode saber mais sobre nomes da literatura, cultura e política do Estado, cujos feitos estão imortalizados por meio da presença de 18 bustos hoje expostos na Praça Panteon, na região do Centro de São Luís. Eles retornaram ao logradouro durante as obras de revitalização do Complexo Deodoro.

São escritores, poetas, jornalistas, artistas, dramaturgos, historiadores, médicos, professores e de outras áreas do conhecimento que marcaram o cotidiano maranhense entre os séculos XIX e XX. Dentre os nomes escolhidos para representação pela Companhia Tramando Teatro, que já realiza as dramatizações do Passeio Serenata desde o início do projeto, está o do escritor Carlos Cunha, que nomeia uma das principais Avenidas de São Luís.

ENCANTAMENTO

Moradores de São Luís e turistas ficaram fascinados com as apresentações. "Fiquei sabendo da Serenata pelo meu irmão, que é guia de turismo, fiquei maravilhada com o que vi. Tenho 60 anos, então já conheço bem cada pedacinho da minha cidade. Além das poesias que os atores estão recitando, as músicas que foram executadas me fizeram retornar à minha infância", contou a cozinheira Rosa Alvina.

Uma atividade de socialização trouxe Rafael Costa para o Passeio Serenata. A mãe do rapaz, Maria Regina Costa, conta que já havia participado do evento, mas que era a primeira vez que trazia o filho, que é autista, para interagir nos espaços que fazem parte do roteiro do passeio. "É uma forma dele também assimilar a cultura da gente", explicou.

A turista de Belém (PA), Bianca Faial, que já havia visitado São Luís em outubro do ano passado, disse ter retornado à cidade só para acompanhar mais da movimentação cultural que acontece no Centro Histórico da capital. "Estava passeando pela Praia Grande e me contaram que hoje era dia do Passeio Serenata, então vim correndo acompanhar. Estou simplesmente encantada com tudo. É uma experiência que farei questão de relatar aos meus alunos em Belém", assegurou a professora do Ensino Fundamental.

TUDO É POESIA

"Em São Luís tudo vira poesia", recitou o ator Armando Veras, diretor do grupo Tramando Teatro, durante sua encenação do poeta Gonçalves Dias. Para fazer as intervenções teatrais durante a Serenata, os atores da companhia mergulharam em livros de histórias e nas biografias das personalidades apresentadas. O momento marcante ficou por conta do encontro do autor de "Canção do Exílio" e sua musa, Ana Amélia. "Foi uma cena muito emocionante e o público reagiu da mesma forma. Isso tudo faz valer a pena o nosso trabalho", destacou Veras.

A companhia é formada pelos atores Armando Veras, Tatianne Sampaio, Manoel Freitas, Nuno Liláh Lisboa, Roseane Estevão e Eduardo Reis. "Hoje apresentamos ao público as histórias de vida e as obras literárias de Carlos Cunha, Gonçalves Dias, Maria Firmina dos Reis e Raimundo Corrêa", explicou o ator.

 

Além das intervenções do teatro e da banda de músicos, o Passeio Serenata também conta com o trabalho do guia turístico Wagner do Valle, que apresenta o roteiro de fatos históricos de São Luís para quem acompanha o evento no Centro Histórico. "Durante o trajeto, a gente percebe o quanto as pessoas ficam ligadas nas histórias, nos eventos e nos prédios que apresentamos. Quando se interage com o público é como se nós estivéssemos em uma sala de aula, tendo um bate-papo sobre o cotidiano da nossa cidade e contando como isso ocorreu ao longo do tempo. É muito prazeroso fazer parte do projeto por conta disso", garante Wagner, que também é professor de Turismo.

O Passeio Serenata faz parte do programa Reviva que, no dia 31 de janeiro, apresenta ainda o Sarau de Carnaval, que ocorrerá na Praça Deodoro para relembrar as festas e levar o público a um passeio pela Folia de Momo de outrora; e o Circuito Histórico do Complexo Deodoro, na Praça Panteon, que terá como foco a história das praças Deodoro e Panteon e dos 18 bustos de nomes da literatura maranhense.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem