agencia

Notícias

Quarta-feira, 30/01/2019 - 17h29

Estudantes municipais são certificados pelo Programa Educacional de Resistência às Drogas

Iniciativa é uma parceria entre Prefeitura, Governo do Estado e Consórcio de Alumínio do Maranhão; somente no segundo semestre letivo de 2018 o programa certificou quase dois mil estudantes do 5º ano da rede pública de São Luís

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Programa Educacional de Resistência às Drogas trabalha para afastar crianças das drogas e da violênciaO Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd) certificou, na manhã desta quarta-feira (30), um grupo de mais de 30 estudantes da rede pública municipal de ensino da zona rural de São Luís, oriundos das Unidades de Educação Básica (U.E.B.) José Teixeira Mota e do anexo Luz Divina, da U.E.B. Hortência Pinho. O Proerd é uma parceria da Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), com o Governo do Estado via Secretaria de Segurança Pública e Polícia Militar do Maranhão e o Consórcio de Alumínio do Maranhão (Alumar). A formatura aconteceu no auditório do Comando Geral da Polícia Militar do Maranhão (PM-MA), no Calhau.

Com a solenidade realizada nesta quarta-feira (30), o Proerd contabiliza quase dois mil  estudantes do 5º ano da rede pública de São Luís certificados pelo programa no segundo semestre letivo de 2018. O secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, ressalta que o programa é um forte aliado dos pais, professores e das comunidades na prevenção às drogas e à violência. "É uma parceria muito importante para a Prefeitura, pois coopera para o aprendizado dos nossos estudantes, para a formação do seu caráter, e para a compreensão de valores como respeito e amizade", observou.

O Proerd trabalha com crianças na faixa etária entre 10 e 11 anos que cursam o 5º ano do Ensino Fundamental nas escolas municipais de São Luís. Além do material didático do Proerd, o programa incluiu reuniões com as famílias, rodas de conversa, debates e a produção de textos feitos pelos estudantes. Os estudantes com as melhores redações recebem uma medalha de honra; e todos os estudantes participantes do Proerd recebem um kit escolar de presente e certificados.

Da U.E.B. José Teixeira Mota, Carla Jeane Sousa Costa recebeu a medalha por sua redação sobre "O uso das drogas e das bebidas alcoólicas", onde fala sobre as más amizades e sobre as consequências do uso das drogas lícitas e ilícitas sobre o cérebro e os órgãos do corpo humano, como coração, rins e pulmões. Pelo anexo Luz Divina, ganhou a medalha o estudante Ângelo Tiago Lima Moura, cujo tema da redação foi "O Proerd", onde ele relata alguns pontos do aprendizado, destacando a importância de dizer não às drogas, sejam elas lícitas ou ilícitas.

O juramento das turmas, com o compromisso de se manterem longe das drogas e da violência, foi conduzido pela estudante Nicole Santos da Silva. Fechando a solenidade, os estudantes receberam os certificados das mãos das autoridades presentes. Entre os formandos, estava Misael Domingos Sena dos Santos, 11 anos, e Rafaella Santos Viana, também 11, do anexo Luz Divina. "Aprendi que drogas fazem muito mal, pois prejudicam vários órgãos do corpo humano, podendo causar até mesmo perda de memória", disse Misael. "Tenho que me manter sempre longe das drogas e das bebidas alcoólicas. Aprendi que até mesmo ficar perto de quem fuma também pode me prejudicar", ressaltou Rafaella.

A professora Maria Edilene dos Santos, do 5º ano do anexo Luz Divina, disse que o Proerd escolheu uma faixa etária excelente para trabalhar, pois é uma idade de mudanças e de descobertas. "As crianças de 10 e 11 anos têm muitos questionamentos, além de ser uma fase de mudanças e de autoafirmação. Muitas não têm liberdade de perguntar certas coisas para os pais e demais familiares. Então, nas aulas, sentem-se à vontade pra perguntar e tirar dúvidas. Parabéns a todos os realizadores", discorreu Maria Edilene. O gestor da unidade, Geliton Roberto Silva, disse que além de aprenderem, os estudantes levam lições para dentro de suas casas, para suas famílias.

Participaram hoje da solenidade de formatura, a superintende da área de Ensino Fundamental da Semed, Arsênia Formiga, representando o secretário de Educação, Moacir Feitosa; a coronel Maria Augusta, coordenadora Estadual do Proerd; a capitã Camila Bispo, coordenadora Operacional do Proerd; o superintendente do Porto da Alumar, Domingos Reis; entre outros representantes da Polícia Militar, da Alumar e da Semed.

MAIS SOBRE PROERD

O Proerd tem o objetivo de capacitar as crianças e adolescentes para tomar decisões à frente de situações que envolvam drogas ou violência. Para isso, o programa parte da concepção de que a integração entre a família e a escola e o empoderamento dos estudantes com informações são as principais formas de resistir.

O Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência é a adaptação brasileira do programa norte-americano Drug Abuse Resistence Education (Dare), surgido em 1983. Em inglês, a palavra "Dare" significa "Ousar". No Brasil, o programa foi implantado em 1992 pela Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro e hoje é adotado em todo o Brasil.

 

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem