agencia

Notícias

Quarta-feira, 30/01/2019 - 18h35

Prefeitura de São Luís sorteia 500 moradias do Residencial São Jerônimo, do 'Minha Casa, Minha Vida'

Selecionados são inscritos e habilitados no último Cadastro Habitacional de Interesse Social realizado pela gestão do prefeito Edivaldo; lista dos contemplados pode ser acessada no site da Prefeitura de São Luís

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura realiza sorteio do ’Minha Casa, Minha Vida’, para o residencial São Jerônimo

Um total de 950 pessoas, sendo 500 titulares e 450 suplentes, que estão inscritos no Cadastro Habitacional de Interesse Social da Prefeitura de São Luís, foram contemplados no sorteio ocorrido na tarde desta quarta-feira (30), na sede da Central de Habitação do programa federal 'Minha Casa, Minha Vida', no São Francisco. Os sorteados concorrem aos 500 imóveis do Residencial São Jerônimo, no bairro Santa Bárbara, que está em fase de construção. O procedimento integra a política de habitação do prefeito Edivaldo Holanda Júnior. Os selecionados são inscritos e habilitados no último Cadastro Habitacional de Interesse Social realizado pela gestão. Para ter acesso à lista dos contemplados, basta entrar no site da Prefeitura, no link:http://habitacao.saoluis.ma.gov.br

"Esta é mais uma importante etapa do programa habitacional da gestão e que amplia as oportunidades para aqueles que sonham em adquirir a casa própria. O prefeito Edivaldo tem nessa área uma prioridade, pois é sensível à situação de famílias que esperam para realizar esse projeto de vida", pontua o secretário municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh), Mádison Leonardo Andrade. Este é o segundo sorteio, desde o novo cadastro de habitação municipal. O primeiro, em outubro do ano passado, selecionou inscritos para os imóveis do Residencial Morada do Sol I e II, no Maracanã.

No salão de entrada da Central de Habitação da Semurh, inscritos aguardavam com expectativa pelo sorteio. O motorista Edson do Carmo Pereira, 52 anos, divide a residência com outras pessoas na Vila Palmeira e diz não ver o momento de ser dono do próprio imóvel. "É bom a gente ter a nossa moradia. Ter mais liberdade, poder fazer o que a gente quer. Eu estou muito confiante que dessa vez vou conseguir ter minha casa", informou.

As casas do Residencial São Jerônimo possuem dois dormitórios, sala, banheiro, cozinha e lavanderia integrada. Foram pré-contemplados titulares e suplentes, divididos em grupos sociais, conforme definido em edital. O sorteio selecionou pessoas com deficiência, idosos, mulheres chefes de família, moradores de área de risco e do cadastro geral.  

Para a autônoma Lidinalva Alves do Nascimento, 49 anos, o programa oferece a oportunidade que muitos aguardam para sair do aluguel e ter a própria casa. "Minha fé é maior e eu sei que vou ter minha casa. Desde quando fiz a inscrição sempre acreditei que poderia ganhar e acredito que agora eu vou ter essa chance", frisou ela, que mora de aluguel no Residencial João Alberto com os dois filhos e o marido.

Na próxima etapa, prevista para fevereiro, a Semurh inicia a revisão das documentações dos sorteados para confirmar a contemplação do imóvel. Os sorteados como suplentes serão convocados no caso do titular não comparecer quando chamado para apresentar a documentação ou da não apresentar toda a documentação exigida. 

O programa habitacional é executado atendendo regras específicas, conforme determinação do Ministério das Cidades. Outro sorteio de pouco mais de quatro mil imóveis é previsto para o segundo semestre deste ano. A gestão do prefeito Edivaldo já entregou mais 16 mil unidades, beneficiando aproximadamente 55 mil pessoas.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem