agencia

Notícias

Quinta-feira, 14/02/2019 - 14h41

Com índice pluviométrico acima do normal, Prefeitura trabalha para minimizar impactos das chuvas

Gestão do prefeito Edivaldo tem agido de forma integrada reforçando serviços de trânsito, infraestrutura e prevenção a toda a cidade neste período chuvoso

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura de São Luís em ação de limpeza realizada nesta quinta-feira (14) no Elevado da CohabCom várias frentes de serviços por toda a cidade, a Prefeitura de São Luís está intensificando o trabalho realizado para minimizar os impactos das chuvas na capital. Na madrugada desta quinta-feira (14), chegou a ser registrado um índice de 86 milímetros de chuvas em quatro horas, quando o previsto era 67 milímetros de precipitação em 24 horas, segundo o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). A ação integrada segue orientação do prefeito Edivaldo Holanda Júnior e visa eliminar os pontos de acúmulo de água, corrigir avarias na sinalização semafórica, realizar a limpeza de ruas e orientar moradores das áreas de risco.

Equipes das secretarias municipais de Obras e Serviços Públicos (Semosp) e Trânsito e Transportes (SMTT), além do Comitê Gestor de Limpeza Urbana e do Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur) bem como a Defesa Civil, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc) estão trabalhando em bairros da cidade.

Na área da infraestrutura, equipes da Semosp trabalham na desobstrução de galerias em locais como os elevados da Cohama e da Cohab. O trabalho é realizado com caminhão hidrojato, eficaz no desentupimento de rede de drenagem pluvial, e o objetivo é eliminar os pontos de acúmulo de águas e favorecer a mobilidade urbana. Equipes da secretaria se concentram também na Avenida dos Holandeses, na entrada da Divineia, com o trabalho de recuperação de galeria danificada e contenção de erosão causada pelas fortes chuvas.

O secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Antonio Araújo, ressalta que o trabalho de prevenção é executado diariamente. "As equipes da secretaria trabalham todos os dias em serviços de prevenção como limpeza de bueiros, galerias e canais. Esse é um trabalho que tem apresentado resultados positivos quando observamos que não há mais transtornos em pontos que eram considerados críticos de acúmulo de água, como, por exemplo, no retorno da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), e nas proximidades do canal do Cohatrac", conta o titular da Semosp.

Também para favorecer a mobilidade urbana, as equipes da SMTT trabalham com a correção de semáforos em bairros como Cohab e Cohatrac; atendendo a registros de acidentes em avenidas na Cohab, no Angelim, no Anil e no São Francisco e destacando agentes para orientar condutores e agilizar o fluxo de veículos nas avenidas. Também intensificam os trabalhos as equipes do Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur), com monitoramento para, em caso de necessidade, a remoção de árvores caídas.

A superintendente municipal de Defesa Civil, Elitânia Barros, destacou que logo no início da manhã equipes do órgão foram destacadas para as áreas de risco. "Nosso trabalho de monitoramento e orientação dos moradores é constante, mas em situações como essa de elevação pluviométrica, intensificamos os serviços. Nas últimas horas foi registrado um grande volume de água em um curto espaço de tempo, nossas equipes estão de prontidão para atuar a qualquer tempo", disse Elitânia Barros.

LIMPEZA URBANA

O Comitê Gestor de Limpeza Urbana está executando serviços de capina, roçagem, varrição e remoção manual e mecanizada em diversos pontos pela cidade. As equipes de capina estão trabalhando nas avenidas Guajajaras, Jerônimo de Albuquerque, Boa Esperança, Borborema, Mário Meirelles, Roberto Simones e na Rua do Arame (Vinhais). O Viva Cidade Operária, as ruas do Residencial Ribeira, a Praça do Desterro e da Alegria também receberão os serviços de capina.

Serviços como esses, somados ao trabalho de remoção manual e mecanizada para eliminar pontos de descarte irregular de resíduos sólidos - realizados nesta semana em bairros como Cidade Operária, Centro e Turu - contribuem com o funcionamento do sistema de drenagem, evitando a obstrução da rede e favorecendo a vazão das galerias de águas das chuvas.

ÍNDICE PLUVIOMÉTRICO

O aumento no índice pluviométrico também foi apontado em relatório do Núcleo de Meteorologia da Universidade Estadual do Maranhão (Uema). A previsão é de alta nos próximos meses. Segundo o Núcleo, em breve análise das chuvas previstas para o período de fevereiro a abril, o volume total deve ultrapassar os 1,2 mil milímetros de chuvas. O relatório aponta ainda, na previsão de chuvas para abril, alta média de 13%, no comparado ao mesmo mês de 2018. Enquanto abril do ano passado registrou 470 milímetros de chuvas, este ano é esperado que ultrapasse os 540 milímetros.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem