agencia

Notícias

Quinta-feira, 21/02/2019 - 17h39

"Desempenho positivo dos alunos é reflexo dos investimentos na Educação", diz prefeito Edivaldo

Dados preliminares do Sistema Municipal de Avaliação Educacional de São Luís, implantado pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior; apontam evolução positiva no desempenho dos alunos a partir de ferramentas que melhoram o ensino e a aprendizagem das crianças

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeito Edivaldo comemora os resultados positivos verificados no ensino fundamental apresentados nesta quinta-feira 

Dados preliminares do Sistema Municipal de Avaliação Educacional de São Luís (Simae), em 2018, apontam que as séries de 1º ao 4º anos, de toda a rede municipal de ensino da capital, apresentaram avanço nos índices de proficiência dos quesitos analisados pela ferramenta, como língua portuguesa (leitura e escrita) e matemática. Os números que apontam a evolução positiva no desempenho dos alunos do Ensino Fundamental da rede municipal de ensino foram apresentados na manhã desta quinta-feira (21). O Simae integra um dos pilares do Programa Educar Mais, ação instituída na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, visando à melhoria dos indicadores educacionais e à qualidade do ensino.

Participaram da reunião, além do prefeito Edivaldo, o secretário municipal de Educação (Semed), Moacir Feitosa; a secretaria adjunta de Ensino, Maria de Jesus Gaspar Leite; a superintendente de Ensino Fundamental, Arsenia Formiga; e a coordenadora geral do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (Caed), instituição responsável pela aplicação da avaliação em São Luís, Lina Kátia Mesquita. Só para se ter uma ideia do progresso no nível de proficiência média em língua portuguesa-leitura, observado nas séries avaliadas pelo Simae, em 2018, numa escala de zero a mil pontos (escala própria de alfabetização formulada pelo próprio Caed), o 1º ano, por exemplo, teve um crescimento de 471.3, em 2017, para 511.2. Já o 2º ano passou de 524.4 para 582.8, e o 3º ano cresceu de 572.5 para 623.4.

Na comparação da proficiência, que é o total conhecimento, a média em língua portuguesa das séries de 5º ao 9º anos, feita pelo Simae, numa escala de zero a 500 pontos; o 5º ano, por exemplo, subiu de 168.0 para 186.0; a 7ª serie passou de 195.6 para 206.1, e o 9º ano saiu de 224.7 para o patamar de 235.5.

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior comemorou os resultados positivos verificados no ensino fundamental e destacou que os números traduzem que a educação municipal tem avançado significativamente em termos de qualidade do ensino como um todo.

"Desempenho positivo dos nossos alunos é reflexo dos investimentos na Educação. Demos um salto significativo no nível de aprendizagem de nossos alunos, o que nos mostra que todos os investimentos realizados na rede apresentam agora os resultados que sempre buscamos. Sem dúvida, tudo isso é fruto dos grandes esforços que temos empreendido para elevar a nossa educação a níveis cada vez mais altos, o que tem sido feito por meio de um conjunto de ações que integram o grande programa Educar Mais, que atua em diversas frentes que vão desde a melhoria da estrutura das escolas, inclusive com ar-condicionado, passando pela utilização de novas ferramentas pedagógicas, capacitação de professores, entre outras intervenções na área almejando sempre a qualidade geral da educação municipal", afirmou o prefeito.

PÚBLICO

Cerca de 85% dos 84 mil alunos de 1º ao 9º anos da Rede Municipal de Ensino participaram dos testes aplicados pelo Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (Caed). Para avaliação das séries de 1º ao 4º anos, os testes foram aplicados de 10 a 14 de dezembro deste ano. Já as provas dos alunos de 5º ao 9º ano foram aplicados de 10 a 18 de dezembro último. Todas com aplicadores externos que atendem aos critérios exigidos pelo sistema.

Participaram da avaliação cerca de 80% das escolas municipais. A avaliação abordou dois componentes curriculares: língua portuguesa e matemática. A análise diagnóstica possibilitou conhecer o desempenho dos alunos em habilidades do tipo: localizar uma informação explicita em um texto curto, fazer uma inferência no texto apresentado, ler informações de uma determinada tabela, resolver problemas, estabelecer diferença entre uma figura geométrica plana e uma figura espacial, interpretar gráficos de coluna, entre outros quesitos.

Para o secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, os resultados apresentados pelo Simae mostram que as estratégias utilizadas na área, com a determinação do prefeito Edivaldo, estão no caminho certo. "São gigantescos os avanços que conquistamos no nível de aprendizagem de nossos alunos. Por meio desse sistema de avaliação conseguimos, por exemplo, identificar que alunos não estão tendo o desempenho esperado e, assim, intervir individualmente para cuidar dessa criança e ajudar a melhorar seu desempenho. O progresso de nossos alunos apresentados aqui pela avaliação do Simae muito nos anima a continuar a desenvolver com afinco esse trabalho, com orientação do prefeito Edivaldo, e o esforço de todos que integram a educação municipal em dar o seu melhor. Não há dúvida de que está nascendo uma nova geração escolar na rede municipal muito mais promissora", observou o secretário.

Na apresentação do resultado do Sistema Municipal de Avaliação Educacional de São Luís, a coordenadora geral do Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação (Caed), da Universidade Federal de Juiz de Fora (MG), Lina Kátia Mesquita, informou que os número da evolução de desempenho dos alunos da rede municipal avaliados são extremamente positivos.

"São Luís foi o município, dos 17 com os quais trabalhamos, que melhor resultado obteve no índice educacional de seus alunos, dentro dos parâmetros analisados, relativos à proficiência em língua portuguesa e matemática. Podemos afirmar seguramente que os alunos estão sendo alfabetizados na idade certa e com eficiência, o que garante a continuidade da sua trajetória escolar com mais sucesso. A média de proficiência nessas disciplinas melhorou de forma significativa e promoção da equidade se revela como o mais importante de tudo, pois o município conseguiu melhorar o desempenho de alunos que estavam em situação precária de aprendizado e um grande contingente de aproximadamente 50% de alunos saiu do pior desempenho possível e foi colocado em um patamar avançado de alfabetização. Isso é muito animador", revela a coordenadora do Caed/UFJF.

DIAGNÓSTICO

O Sistema Municipal de Avaliação Educacional de São Luís é um método próprio de avaliação de proficiência dos alunos, criado pela Prefeitura de São Luís para conhecer o nível educacional dos estudantes da rede e da realidade escolar. É um programa de avaliação em larga escala, que garante ao gestor escolar e ao professor as ferramentas e dados para diagnósticos da realidade escolar, capazes de auxiliar na elaboração de soluções para os problemas identificados pela avaliação.

Com a avaliação por meio da Simae é possível à educação municipal verificar, por exemplo, quais habilidades os alunos já consolidaram como conhecimento ou em que fase intermediária de desenvolvimento se encontram nessas habilidades. A análise será feita de acordo com a matriz de referência construída pela própria educação municipal para detectar as habilidades básicas essenciais de seus alunos, de forma que eles prossigam estudando e se desenvolvendo bem nas series seguintes.

O diagnóstico permite, ainda, a tomada de decisões relativas, inclusive, quanto à formação dos professores, para que a educação deixe de ofertar formações genéricas aos professores e passe a ofertar formações mais especificas e de acordo com aquilo que o aluno precisa aprender e o educador a ensinar. A avaliação diagnóstica visa ainda saber quais os pontos fortes e os que precisam ser melhorados em cada escola da rede municipal, permitindo que a prática docente se ajuste às necessidades dos estudantes durante o processo de aprendizagem.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem