agencia

Notícias

Sexta-feira, 05/04/2019 - 14h34

Prefeitura encerra série de encontros preparatórios para a Conferência Municipal de Saúde

Distritos Vila Esperança, Centro, Tirirical, Coroadinho, Itaqui-Bacanga, Bequimão e Cohab sediaram as Pré-Conferências; Conferência Municipal acontece nos dias 25 e 26 de abril, na UFMA

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

A última Pré-Conferência de Saúde foi realizada na União dos Moradores da EstivaDebates sobre consolidação e ampliação dos serviços de saúde no Distrito Industrial e áreas adjacentes marcaram o encerramento das Pré-Conferências Municipais de Saúde. A última atividade aconteceu nesta sexta-feira (5), na União dos Moradores da Estiva (BR-135, quilômetro 23). Na ocasião, foi informado que a 12ª Conferência Municipal de Saúde acontecerá nos dias 25 e 26 de abril, no Auditório Central Paulo Freire, da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Campus do Bacanga.

Na mesa de abertura dos trabalhos, a superintendente de Educação em Saúde da Secretaria Municipal (Semus), Joserina Belfort – representando o titular da pasta, Lula Fylho – destacou a importância das discussões. "É fundamental fortalecer estas atividades, até porque este tipo de evento representa a proximidade entre o poder público e a sociedade. É a partir destes encontros que sabemos das necessidades de cada localidade", afirmou.

A conselheira do Distrito Industrial da Vila Esperança – que responde pela Estiva - Francinete Mendes Silva, fez questão de ressaltar as melhorias na saúde na região nos últimos anos, como a consolidação dos serviços de média complexidade. Segundo ela, avanços ainda são fundamentais. "A gestão do prefeito Edivaldo ampliou a oferta para a nossa população, agora seria interessante investir em unidades que pudessem atender os casos mais graves, até para facilitar o acesso das pessoas aos serviços", frisou.

MELHORIAS

Como representante do bairro e usuário do Sistema Único de Saúde (SUS), o presidente da União de Moradores da Estiva, Vanilson Pires, ressaltou a importância dos direitos de assistência aos mais necessitados. "Aqui, moram pessoas de baixo poder aquisitivo e que não têm condições de pagar um plano de saúde privado. Por isso, é necessário cobrarmos do poder público um serviço de qualidade, até para vivermos mais tranquilamente", disse.

Após a abertura, a programação seguiu com a conferência "Democracia e Saúde como Direito e Consolidação do SUS", proferida pela enfermeira e doutora em Saúde Coletiva, Ana Cleide Mineu. Em seguida, houve debates com representantes distritais e das unidades de saúde da Estiva e adjacências. Ao final, foram apresentadas propostas que serão levadas para a Conferência e escolhidos os delegados.

As Pré-Conferências deste ano começaram no mês passado. Além do distrito Vila Esperança, foram contemplados: Centro, Tirirical, Coroadinho, Itaqui-Bacanga, Bequimão e Cohab.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem