agencia

Notícias

Sexta-feira, 12/04/2019 - 15h39

Prefeitura de São Luís prossegue com campanha de vacinação antirrábica; mais de 101 mil animais já foram imunizados

Ação continua neste sábado (13) em diversos bairros da capital; com a ação, gestão do prefeito Edivaldo tem como objetivo manter o controle epidemiológico na capital

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura de São Luís prossegue com campanha de vacinação antirrábica; mais de 101 mil animais já foram imunizados

A Campanha de Vacinação Antirrábica da Prefeitura de São Luís, iniciada em fevereiro, prossegue neste fim de semana em diversos bairros da capital. Com a ação, a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior já imunizou 66.427 cães e 35.356 gatos, totalizando mais de 101 mil animais imunizados contra a raiva. Coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus),a meta é proteger 160 mil animais até o fim da campanha.

Para massificar a estratégia da campanha, os vacinadores estão indo de casa a casa, sempre às sextas-feiras, das 13h às 17h, e aos sábados, das 7h às 13h. Segundo dados da Vigilância Epidemiológica da Semus, a cidade de São Luís não registra casos de raiva desde 2013, e desde o início da gestão do prefeito Edivaldo são promovidas medidas para manter o controle epidemiológico. 

O cronograma deste fim de semana será cumprido nas localidades Residencial Tiradentes, Coronel Riod, Residencial Nova Vida, Jardim América II, Cidade Operária, Santa Efigênia, Santa Clara, Cidade Operaria, Santa Bárbara, Cruzeiro de Santa Bárbara, Vila Shalon, Vila Esperança, Residencial 2000, Vila Maracujá, Coquilho, Tajipuru, Cajupary, Pedrinhas, Vila Natal, Quebra Pote, Arraial, Vila Esperança, Vila Sarney, Residencial Santo Antônio, Vila Samara, Estiva, Rio Grande, Matinha, Cidade Nova, Vila Nova República, Vila Guará, e Vila Maranhão.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, destaca o sucesso da campanha. "Temos bons números e boa aceitação. É preciso ressaltar que a população é nossa colaboradora, para que possamos atingir a meta estipulada e, desta forma, evitar que casos de raiva voltem a acontecer", disse.

SAIBA MAIS 

A raiva é uma zoonose fatal que pode ser transmitida através da mordida ou arranhadura do animal, que uma vez contaminado, vai perdendo domínio de sua capacidade de resistência física e psíquica. Não existe cura e nem tratamento para a raiva, mas a doença pode ser evitada com a vacinação do animal, pela primeira vez aos quatro meses de vida e, depois, anualmente. Os animais só não serão imunizados, caso estejam doentes ou no último mês de gestação (caso das fêmeas).

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem