agencia

Notícias

Quinta-feira, 23/05/2019 - 18h18

Conferência Municipal do Idoso reforça papel do conselho para efetivação de políticas públicas para este segmento

O evento foi aberto nesta quinta (23) e tem como tema "Os desafios de envelhecer no século XXI e os papeis das políticas públicas"; representantes de entidades e do poder público participam da conferência que encerra nesta sexta-feira (24)

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Conferência Municipal do Idoso reforça papel do conselho para efetivação de políticas públicas para este segmentoA IV Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa confirma a importância dos conselhos municipais para a afirmação de políticas públicas. Com o tema "Os desafios de envelhecer no século XXI e os papeis das políticas públicas", a conferência, que foi aberta nesta quinta-feira (23) e será concluída nesta sexta-feira (25), é realizada pelo Conselho Municipal dos Direitos do Idoso de São Luís (CMDI) e Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas).

Além dos delegados, participaram da abertura dos trabalhos o secretário-adjunto da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social, Rodrigo Desterro, representando o prefeito Edivaldo Holanda Junior; o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, a presidente do Conselho Municipal do Idoso, Maria Goreth Cunha Madeira, o promotor da Pessoa Idosa, José Augusto Cutrim, dentre outros.

"Nesse momento de retrocessos nas políticas públicas nacionais, a conferência tem um grande desafio de direcionar os debates para encontrarmos uma forma de amparar os conselhos. O fundamental é que não tenhamos apenas programas, mas ações e serviços", afirmou Rodrigo Desterro.

Paralelamente à conferência, acontece o primeiro Encontro da Cientificidade da Rede de Defesa da Pessoa Idosa com apresentação de trabalhos de pesquisas sobre o envelhecimento. Políticas e planos municipais serão debatidos pelos delegados, estimulando a participação da sociedade. O tema está sendo debatido em reuniões, workshop, palestras e mesa redonda, envolvendo instituições da sociedade civil e poder executivo municipal.

Durante sua explanação, o secretário de Saúde Lula Fylho apresentou as ações implantadas pela Semus do plano elaborado pelo Comitê de Valorização da Pessoa Idosa. Entre estas ações está a capacitação dos profissionais das Unidades Básicas de Saúde para preenchimento de mais de 27 mil cadernetas da pessoa idosa em São Luís, segundo levantamento do e-SUS. "Não podemos pensar na pessoa idosa sem atrelar imediatamente essa discussão à saúde pública. Se não houver saúde não adianta discutir os outros direitos, porque esse é o passo fundamental", destacou o secretário Lula Fylho.

Na abertura dos trabalhos, a presidente do CMDI, Maria Goreth Cunha Bandeira, enalteceu a realização da conferência como espaço de diálogo. "É muito importante estarmos aqui conversando sobre algo que é muito importante, que é a defesa aos direitos dos idosos. Falo isso em âmbito geral. Estamos passando por situações graves, no enfrentamento contra a violência a pessoas idosas", ressaltou Maria Goreth Bandeira.

POLÍTICAS

A conferência tem entre suas funções difundir as políticas e planos municipais voltados para a pessoa idosa, estimulando a participação da sociedade; mobilizar a população de São Luís, especialmente a idosa, para a conquista do direito ao envelhecimento com dignidade e identificar os avanços e conquistas de atendimentos, defesa e garantia dos direitos da pessoa idosa em São Luís, entre outros.

Além de preparatório para o encontro estadual, o objetivo da conferência é debater temas relevantes para o campo do envelhecimento digno, pontuando avanços e desafios da polícia nacional do idoso, na perspectiva de sua efetivação no município de São Luís. Também se constitui em um espaço de participação social, reunindo atores institucionais, governamentais, da sociedade civil, aglutinados na defesa e garantia dos direitos da pessoa idosa assegurados pela Constituição Federal.

Para a delegada Ana Lúcia Azoubel, várias situações problemáticas serão encaminhadas para serem debatidos pela plenária apreciar antes do encaminhamento para a conferência estaduais. "Nesta conferência estamos lutando pela permanência dos conselhos. Essa luta será encaminhada mostrando as justificativas bem claras e objetivas que ressalte a importância dos conselhos para a população idosa e sociedade como um todo", afirmou a delegada.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem