agencia

Notícias

Sexta-feira, 06/09/2019 - 08h12

Gestão do prefeito Edivaldo oferece vacinação contra o sarampo nos postos de saúde da cidade

O alerta para a vacinação tem sido intensificado devido ao surgimento de novos casos da doença; para garantir a prevenção, gestão do prefeito Edivaldo reforça as estratégias para a imunização

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Gestão do prefeito Edivaldo oferece vacinação contra o sarampo em todos os postos de saúde da cidadeA Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), tem disponibilizado a vacina contra o sarampo nos postos da rede municipal. O chamamento à vacinação tem sido intensificado, considerando novos casos da doença confirmados. Em São Luís, a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior tem alertado a população sobre a importância de imunizar, principalmente as crianças, contra a doença. Adultos de até 49 anos que não são vacinados contra o sarampo também devem buscar as unidades de saúde.

É importante que os pais de crianças de seis meses a menores de 1 ano levem os filhos para receber uma dose da vacina contra o sarampo, além das previstas no Calendário Nacional de Vacinação, aos 12 e 15 meses. A orientação do Ministério da Saúde é para que esse público-alvo tome uma dose extra, a chamada "dose zero". Além da dose extra, o calendário nacional prevê a primeira dose da vacina a crianças que completarem 12 meses e a segunda dose aos 15 meses de idade.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, destaca que a Prefeitura tem trabalhado para manter o controle epidemiológico. "O sarampo é uma doença transmissível, mas não há motivos para temor, pois todas as medidas estão sendo tomadas com o monitoramento epidemiológico permanente e disponibilização da vacina nas unidades. A população pode contribuir procurando os postos de saúde com o cartão de vacinação para identificar se há ou não necessidade de imunizar", diz o titular da Semus.  

Além das crianças, pessoas com idades de até 49 anos também podem se vacinar. A vacina é contraindicada para gestantes, pessoas em estado febril, com registro de reação anafilática em doses anteriores ou usuários com imunodeficiência congênita ou adquirida. Vale lembrar, ainda, que quem já está vacinado não precisa receber a vacina novamente.

Diante do cenário, a Prefeitura de São Luís tem fortalecido o trabalho da atenção básica na área da imunização. "Estamos intensificando as atividades de vacinação nas unidades de saúde e atuando na investigação de suspeitos notificados, a fim de evitar o contágio", destaca a superintendente de Vigilância Epidemiológica e Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), Terezinha Lobo.

A DOENÇA

O sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, que pode ser fatal. A transmissão do vírus ocorre de pessoa a pessoa, por via aérea, ao tossir, espirrar, falar ou respirar. O sarampo é tão contagioso que uma pessoa infectada pode transmitir para 90% das pessoas próximas que não estejam imunes. A transmissão pode ocorrer entre quatro dias antes e quatro dias após o aparecimento das manchas vermelhas pelo corpo. A única maneira de evitar o sarampo é pela vacina.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem