agencia

Notícias

Quinta-feira, 07/11/2019 - 14h25

Estudantes e professores da Prefeitura de São Luís intensificam ensaios do coral Mil Vozes de Natal para cantata de fim de ano

Este ano, os alunos apresentarão o repertório em Libras, fortalecendo a inclusão de pessoas com deficiência; iniciativa da gestão do prefeito Edivaldo soma-se a outros eventos programados para as festas natalinas na capital

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Estudantes e professores da Prefeitura de São Luís intensificam ensaios do coral Mil Vozes de Natal O Natal é uma data marcante para crianças e adultos. É com esse entusiasmo que a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), está realizando os ensaios do Coral Mil Vozes de Natal composto por estudantes da rede municipal de ensino. A Cantata Natalina, evento no qual as crianças se apresentarão, será realizada em dezembro, no Complexo Deodoro e terá também a participação das alunas do programa de ballet Dançando e Educando. A inciativa da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior vai somar-se a outras que estão sendo preparadas para o período natalino, a exemplo da iluminação espacial que enfeitará pontos importantes da capital nas festas de fim de ano.

Para conquistar o mesmo sucesso da edição passada, toda a equipe da Assessoria de Projetos Especiais da Semed (Aspe), responsável pelo projeto do coral, está se empenhando e intensificando os preparativos para a próxima edição desde o mês de março. “O Natal é uma época muito importante do ano, é o momento onde renovamos nossos sentimentos de amor, compaixão e alegria. A cantata é uma bela forma de representar tudo isso com participação das nossas crianças”, ressaltou o secretário de Educação, Moacir Feitosa.

O coral Mil Vozes de Natal conta com a participação de estudantes de seis escolas: U.E.B. Maria Alice Coutinho, e seus anexos, Luís Pinho, José Sarney e Leonardo da Vinci, além do Anexo da U.E.B Sá Valle, Esperança do Amanhã e a U.E.B Rubem Goulart.

Com a aproximação do mês de dezembro, os alunos estão ensaiando de duas a três vezes por semana nas suas escolas. Na tarde da última terça-feira (6), o anexo Esperança do Amanhã realizou mais um ensaio com os estudantes do 4º e 5º anos, cantando vários clássicos natalinos e também praticando as coreografias. Esse ano, eles apresentarão duas canções na Língua Brasileira de Sinais (Libras).

“Eu estou achando esse projeto muito legal, porque ajuda muitos de nós a desenvolver mais na questão da música, além de aprendermos a linguagem de sinais”, pontuou o estudante Samuel da Silva, de 9 anos, do 4º ano.

Sophia Pinto, de 10 anos, aluna do 5º ano, ressaltou que já é sua segunda participação no projeto. “Eu participei no ano passado e gostei muito, esse ano, acho ainda mais legal podermos cantar em Libras, e eu estou muito empolgada”, ressaltou.

Desde o mês de agosto, todas as escolas participantes estão realizando oficinas de Libras e de técnica vocal para todos os estudantes, além de um curso de formação musical para os professores envolvidos na Cantata. “Esse projeto é muito interessante, já que trabalha com a música, e todo esse estudo do coral tem incentivado a leitura e escrita das crianças. Tudo isso colabora ainda mais para a melhoria de todos como os estudantes”, explicou a professora do anexo Esperança do Amanhã, Rosilene Rodrigues.

A coordenadora do coral, Adriana Garcês, ressaltou que “a proposta do projeto é trabalhar a música em uma perspectiva pedagógica, viabilizando um repertório de 10 músicas do folclore natalino, no intuito de disseminar a cultura da paz, empatia e tolerância”.

SINTONIA

Os últimos ensaios realizados pela escola demonstraram um grande entrosamento e sintonia entre todos os estudantes e professores, além da boa desenvoltura na interpretação da linguagem de sinais. As canções 'Bate o Sino', 'Aleluia' e 'Jesus Cristo' são alguns dos clássicos que estão no repertório da apresentação de Natal.

No dia 22 de novembro o coral Mil Vozes de Natal fará um ensaio geral com a presença dos mil alunos que compõem o grupo, na U.E.B Maria Alice Coutinho, que fica na Avenida São Luís Rei de França, Turu.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem