agencia

Notícias

Quarta-feira, 15/01/2020 - 15h14

Equipamento da Prefeitura, Galeria Trapiche abre inscrições para oficina de Origami

Capacitação é gratuita e acontece nesta quinta-feira (16), das 15h30 à 17h com realização do Centro de Cultura Oriental Ozaka

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Equipamento da Prefeitura, Galeria Trapiche abre inscrições para oficina de OrigamiUm olhar diferenciado tem o poder de transformar coisas simples em arte. Assim acontece com o origami, que permite a criação de diversos objetos a partir da dobradura de papel. A Galeria Trapiche tem a oportunidade para quem deseja aperfeiçoar esta arte, com a oficina de Origami, que vai acontecer nesta quinta-feira (16), das 15h30 à 17h, realizada pelo Centro de Cultura Oriental Ozaka. A Galeria é um equipamento da Prefeitura de São Luís, coordenado pela Secretaria Municipal de Cultura (Secult).

“A Galeria Trapiche proporciona aos artistas maranhenses espaço para apresentação de seus trabalhos, além de oferecer oficinas que integram o plano de ações da casa, como a oficina de Origami. É um curso de importante estímulo à criatividade, além do aumento da capacidade de concentração dos participantes”, comenta a diretora da Galeria, Joseane Oliveira.

Origami é uma palavra japonesa que significa dobrar papel. A prática da arte de origami traz inúmeros benefícios, como estimular a memória, coordenação motora, percepção de formas e cores e outros. A oficina tem como objetivo divulgar a arte e conectar as pessoas e acontecerá em meio à exposição "Olhar que ecoa", do artista visual Mário de Jesus, que fica em cartaz na Galeria Trapiche até a sexta-feira (17).

Durante a formação, serão ensinados origamis básicos e a faixa etária de participação é a partir de sete anos. As inscrições são gratuitas e feitas via WhatsApp, em que os interessados precisam enviar o nome completo para o número (98) 98781-6459.

O Centro de Cultura Oriental Ozaka foi fundado em 1975 pelo mestre Martins, inicialmente com as práticas de Kung Fu, em seguida foram integrando-se novas práticas como meditação, Tai Chi (movimentos retirados da natureza e aliados com a respiração), esgrima japonesa (escola de lâmina que aborda o princípio samurai), ikebana (técnica de composição de arranjos florais japoneses) e o origami (dobradura em papel). O centro também trabalha com a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), tratando pessoas com terapias naturais. Outras informações no perfil do Instagram @ozakaorigami.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem