agencia

Notícias

Sábado, 25/01/2020 - 11h42

Prefeito Edivaldo fecha semana de trabalho com vistoria às obras da Escola Municipal de Música, no Centro Histórico

Com obras em fase de acabamento, escola vai atender alunos da rede municipal de ensino e também abrirá vagas para o público em geral; programa Dançando e Educando funcionará no local

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeito Edivaldo fecha semana de trabalho com vistoria às obras da Escola Municipal de Música, no Centro Histórico

O prefeito Edivaldo Holanda Junior fechou a semana de trabalho vistoriando, na manhã deste sábado (25), as obras de recuperação do casarão nº 53, localizado na Rua do Giz, Praia Grande, onde funcionará a Escola Municipal de Música (Emmus). As obras já estão em fase de acabamento e estão sendo executadas pela Prefeitura de São Luís, por meio da Fundação Municipal do Patrimônio Histórico (Fumph). A Escola Municipal de Música será ligada à Secretaria Municipal de Educação (Semed) e quando estiver funcionando irá ampliar o atendimento para o público em geral. No local também funcionará o programa Dançando e Educando, que oferece aulas de ballet a crianças e adolescentes da rede municipal de ensino.

Durante a vistoria, o prefeito Edivaldo destacou a importância de mais esta obra que está sendo executada no Centro Histórico de São Luís. “A Prefeitura de São Luís, na minha gestão, tem feito importantes investimentos no Centro Histórico. Esta é mais uma obra importante que irá contribuir para a revitalização e reocupação do Centro por meio de atividades artísticas e culturais. Neste prédio, além da Escola Municipal de Música, que irá oferecer aulas gratuitas de canto e de instrumentos para as crianças de São Luís, funcionará o programa Dançando e Educando, por meio do qual crianças e adolescentes da nossa rede de ensino têm a oportunidade de aprender ballet. Então, será mais um importante equipamento que integrará nossas políticas de educação”, disse o gestor municipal que estava acompanhado da primeira-dama, Camila Holanda; do vice-prefeito, Julio Pinheiro; e dos secretários municipais de Governo, Pablo Rebouças; Obras e Serviços Públicos, Antonio Araújo; Turismo, Socorro Araújo; Representação Parlamentar, Nonato Chocolate; do presidente da Fumph, Aquiles Andrade; e do subprefeito do Centro Histórico, Jefferson Viégas.

O vice-prefeito, Julio Pinheiro, destacou os muitos avanços que a gestão tem feito no Centro de São Luís. “Nossa gestão tem conseguido reocupar e humanizar o Centro de São Luís com intervenções nos principais logradouros dessa região da cidade. A obra da Escola Municipal de Música tem ainda o fato de ser um espaço na nossa cidade dedicado ao ensino de atividades artísticas, o que é fundamental, sobretudo quando se trata de crianças. Então, é sem dúvidas mais uma obra importante que o prefeito Edivaldo vai entregar”, afirmou.

REFORMA DO CASARÃO

As obras da Escola Municipal de Música estão em fase de acabamento. O casarão onde funcionará a Escola Municipal de Música passa por uma reforma ampla, desde o reforço das estruturas de sustentação, sistemas elétricos e hidráulicos, telhado, reboco novo nas paredes internas, piso e forro. Nas últimas semanas foram realizados serviços de pintura nas paredes internas e pequenos reparos no sistema de escoamento pluvial. Falta instalar esquadrias nos portais e janelas, sistema de ar-condicionado e partes do sistema elétrico. Algumas salas terão revestimento acústico. A fachada do prédio, feita de azulejos antigos, será revitalizada.

O presidente da Fumph, Aquiles Andrade, afirmou que com mais esta obra a Prefeitura de São Luís amplia suas ações de revitalização no Centro Histórico de São Luís. “O Centro de São Luís passa por um amplo processo de requalificação dos seus espaços na gestão do prefeito Edivaldo, que além de recuperar os logradouros e imóveis tem garantindo diversas atividades para manter esses locais ocupados com atividades educativas, culturais, de lazer. O Centro voltou a ser uma área de convivência e isso era algo que estava se perdendo”, informou.

ESCOLA MUNICIPAL DE MÚSICA

No casarão vão funcionar seis salas de aula, um auditório e salas administrativas. Com a obra, a Escola Municipal de Música passa a ter sede e estrutura própria. Atualmente as aulas acontecem no Núcleo de Enriquecimento para Estudantes com Características de Altas Habilidades/Superdotação (NEECAHS) e no Casarão Azul, no Centro Histórico de São Luís.  A mudança para o Centro Histórico vai facilitar também a mobilidade por causa da proximidade do Terminal de Integração Praia Grande.

As aulas atendem crianças do ensino fundamental. Quando estiver funcionando no novo endereço, a Escola Municipal de Música irá ampliar o atendimento para o público em geral, aplicando aulas práticas e teóricas em disciplinas como história da música e percepção musical. Entre os projetos da Emmus que devem funcionar no Centro, há o canto coral, o ensino de instrumentos e aulas de ballet, por meio do programa Dançando e educando. 

OBRAS NO CENTRO

O prefeito Edivaldo também vistoriou outros serviços em execução pela Prefeitura de São Luís no Centro Histórico. Além das grandes obras de requalificação estão sendo executados também serviços para a recuperação de calçamento, sarjetas e mobiliário urbano em diversas vias da região. O objetivo é garantir a mobilidade, acessibilidade e as condições de lazer do Centro Histórico e seu entorno, que tem recebido um grande volume de pessoas como reflexo das ações de recuperação do patrimônio histórico e de ocupação dos logradouros com atividades artísticas, culturais e de lazer.

As obras da Escola Municipal de Música e demais ações executadas somam-se aos investimentos para revitalização e valorização que a gestão tem promovido no Centro Histórico da capital como o Complexo Deodoro, a Rua Grande e a Praça Pedro II, obras feitas em parceria com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Por meio do programa São Luís em Obras estão sendo reformados o Parque do Bom Menino e as praças da Bíblia, Saudade e Misericórdia. Também serão executadas obras no Largo do Carmo e Praça João Lisboa e a nova Praça das Mercês, no Desterro.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem