agencia

Notícias

Quinta-feira, 13/02/2020 - 17h26

Prefeitura de São Luís promove oficinas de máscaras carnavalescas para atendidos em equipamentos sociais do município

Ação integra a política de Assistência Social desenvolvida pela gestão do prefeito Edivaldo e visa proporcionar atividades lúdicas e também acesso ao conhecimento

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura promove oficinas de máscaras carnavalescas para atendidos em equipamentos sociais do municípioA diversidade das cores, formas e materiais compuseram a produção de máscaras carnavalescas produzidas durante as oficinas promovidas nos equipamentos sociais da Prefeitura de São Luís e gerenciados pela secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas). O público atendido pela política de Assistência Social desenvolvida pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior, teve a oportunidade de usar a criatividade e habilidades manuais para confeccionar o material que irão utilizar na folia momesca.  

A secretária adjunta de Gestão, Nazarteh Garcêz explica que a execução das oficinas contribuem para a preservação da memória. “A partir de datas comemorativas como o Carnaval, as equipes trabalham no sentido de proporcionar uma atividade lúdica e junto com ela, o acesso ao conhecimento, visto que, a produção das máscaras de fofão por exemplo, resgata a história de como nós brincamos o Carnaval no Maranhão, isso gera acesso a informação e ao conhecimento, além de ser divertido, é claro” disse a secretária adjunta.

Durante o curso, os participantes aprendem técnicas para elaboração de máscaras forradas e decoradas, noções de modelagem, colagem e decoração.  As oficinas foram realizadas no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) da Cidade Operária, do Bairro de Fátima em parceria com a Associação São Benedito do Bairro de Fátima e a Unidade de Acolhimento Casa de Acolhida Temporária – este último com o apoio da Defesa Civil do município. Os participantes são treinados para produzir o material para uso próprio ou comercialização.

Maria do Livramento Ferreira, 75 anos, participa do grupo de idosas do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) desenvolvido pela Associação Carente São Benedito do Bairro de Fátima, instituição conveniada com a Semcas, vinculada ao Cras Bairro de Fátima há quatro anos e afirma que participar das atividades é uma forma de se manter ativa, fazer amizades e interagir com outras pessoas. “Vou ficar em casa fazendo o quê? Só adoecendo? Melhor vir pra cá, pois faço ginástica, dança e participo de oficinas maravilhosas e alegres como essa”, disse Maria Ferreira.

Danielson Santos, 14 anos, frequenta o SCFV no Circo Escola, na Cidade Operária há cinco anos e diz que o Serviço o ajudou a sair da rua. “Antes eu ficava muito tempo na rua, aqui alegra a gente. Estamos participando dessa oficina de máscaras há umas três semanas e toda vez aprendemos algo novo”, afirmou o adolescente.

SERVIÇO

O serviço tem como objetivo fortalecer as relações familiares e comunitárias, além de promover a integração e a troca de experiências entre os participantes, valorizando o sentido de vida coletiva. O SCFV possui um caráter preventivo, pautado na defesa e afirmação de direitos e no desenvolvimento de capacidades das pessoas atendidas. Desenvolve atividades artísticas, culturais, de lazer, esportivas, pedagógicas, de formação social, entre outras.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem