agencia

Notícias

Terça-feira, 10/03/2020 - 17h48

Prefeitura de São Luís capacita vendedores informais que atuam em logradouros em requalificação no Centro

Ambulantes que atuam nas praças da Bíblia, Saudade, Misericórdia e o Parque do Bom Menino, que estão sendo reformados pela Prefeitura, participam de oficina de bombons regionais

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura de São Luís capacita vendedores informais que atuam em logradouros em requalificação no CentroCom o objetivo de capacitar vendedores ambulantes que atuam em logradouros públicos da região central da capital, como as praças da Bíblia, Saudade, Misericórdia e o Parque do Bom Menino, atualmente em obras de requalificação realizadas pelo programa São Luís em Obras promoveu uma oficina de produção de bombons regionais na tarde desta terça-feira (10). A ação envolveu as Secretaria Municipal de Projetos Especiais (Sempe),Segurança Alimentar (Semsa) e de Planejamento e Desenvolvimento (Seplan).

De acordo com o titular da Sempe, Gustavo Marques, os espaços em obra de requalificação espalhados pelo Centro de São Luís são áreas de intensa movimentação e de grande valia para quem garante o sustento familiar a partir do mercado ambulante desenvolvido nos locais. "A requalificação não é apenas física, mas humana também. É um processo social junto aos comerciantes das áreas revitalizadas que gera novas expectativas, ambições e inspirações para seus negócios. Vale ressaltar, ainda, que temos nesses espaços uma grande concentração de trabalhadores no ramo da alimentação, e essa oficina possibilitou capacitá-los para gerar mais renda para suas famílias e estabelecimentos", frisou Gustavo Marques.

A capacitação está dentro das ações previstas no programa de revitalização do Centro Histórico. Para a vendedora ambulante Maria do Socorro Garcia, de 58 anos, a oficina de produção de bombons regionais, proporcionada pela Prefeitura de São Luís, é um incentivo para que ela possa incrementar o cardápio que oferece à população do bairro Madre Deus há quatro décadas. Atualmente, ela vende quentinhas no entorno da Praça da Saudade, próxima ao Cemitério do Gavião, que vem passando por obras de requalificação e deve ser entregue à população nos próximos meses. 

“A oficina de bombons surge como um incremento às minhas vendas de quentinhas que realizo há 40 anos na Praça da Saudade. Com o conhecimento passado na oficina, eu pretendo fazer alguns doces para vender e garantir uma renda a mais para minha família. Sem dúvida, essa oficina foi uma grande oportunidade que a Prefeitura de São Luís nos proporcionou e que será uma ótima fonte de renda para todos que ganham a vida a partir da venda de alimentos no Centro da cidade”, destacou Maria do Socorro Garcia.

Segundo a também vendedora ambulante Maria Cutrim, de 54 anos, que vende churrasquinho na Praça da Misericórdia, logradouro que também está passando por obras de requalificação, a gestão do prefeito Edivaldo “foi certeira em proporcionar uma oficina que passasse um conhecimento para além daquilo que todos os outros vendedores ambulantes estão acostumados a fazer”. A ambulante trabalha na região desde os 24 anos, e aguarda ansiosamente para pôr em prática todo o aprendido durante a oficina e comercializar os novos produtos no novo espaço, que também deve ser entregue pela Prefeitura de São Luís dentro de alguns meses. .

PROGRAMA

As requalificações das praças da Bíblia, Saudade, Misericórdia e o Parque do Bom Menino integram o programa São Luís em Obras, iniciativa do prefeito Edivaldo que tem mudado a realidade de diversos bairros da capital a partir de investimentos em infraestrutura como pavimentação, drenagem profunda e superficial, construção de pontes e ainda além da reforma de mercados, unidades de saúde e escolas. As obra são executadas com recursos financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

No Centro, as obras somam-se a um conjunto de outras promovidas pela gestão municipal como as reformas da Praça João Lisboa, Largo do Carmo, Rua de Nazaré e entorno. Já foram executadas a requalificação do Complexo Deodoro, com as Praças do Panteon e Deodoro, da Praça Pedro II e da Rua Grande (realizadas pelo IPHAN em parceria com a Prefeitura); a criação do Museu da Gastronomia e do Centro de Capacitação em Culinária Típica, a manutenção da Fonte do Ribeirão e requalificação da Fonte das Pedras e a reforma do casarão que abrigará a Escola Municipal de Música.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem