agencia

Notícias

Segunda-feira, 16/03/2020 - 21h00

Serviço de coleta seletiva da Prefeitura de São Luís já está disponível para a população da capital

O serviço, iniciado nesta segunda-feira, pela Prefeitura consolida São Luís consolida a capital como uma das cidades que mais avança nesta área tendo, atualmente, a maior taxa de recuperação de matérias recicláveis entre as cidades do Nordeste, 5,44%,

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Serviço de coleta seletiva da Prefeitura de São Luís já está disponível para a população da capital

Desde esta segunda-feira (16) a população de São Luís conta com o serviço de coleta seletiva domiciliar por agendamento. Em entrevista coletiva, o prefeito Edivaldo Holanda Junior destacou que o serviço é um novo marco da gestão de resíduos sólidos. A iniciativa representa mais um passo importante na modernização da política de gerenciamento de resíduos, implementada na sua gestão, que desde o início vem desenvolvendo diversas ações estratégicas como a extinção dos antigos lixões, construção de Ecopontos e galpões de triagem, além de campanhas educativas nas comunidades e escolas. O serviço de coleta seletiva domiciliar por agendamento já está disponível à população, gratuitamente, e pode ser solicitado via celular pelo número (98) 99188-9990 (whatsApp).

“Quando assumimos a gestão do município, a capital não conseguia cumprir os requisitos previstos na Política Nacional de Resíduos Sólidos. Investimos em planejamento estratégico e ações eficientes de gestão e, hoje, São Luís é destaque nacional quando o assunto é política de gerenciamento de resíduos e uma das capitais do Nordeste com maior taxa de recuperação de materiais recicláveis. Saiu de 0,46% para os atuais 5,44%. Sem dúvida, a coleta seletiva domiciliar é mais um marco na gestão de resíduos sólidos e tem impacto positivo na preservação do meio ambiente, na qualidade de vida das pessoas e na geração de emprego e renda”, disse Edivaldo. 

O prefeito lembrou que atualmente São Luís conta com 18 Ecopontos em funcionamento, outros dois estão em obras, estes também vão contar com galpão de triagem. “Os resíduos recebidos nos Ecopontos e recolhidos nas residência por nossos agentes de limpeza, serão encaminhados às cooperativas que também administrarão os galpões de triagem que devemos entregar em breve”, destacou o prefeito Edivaldo.

A apresentação do novo serviço ocorreu na sede da Prefeitura, o Palácio La Ravardière, na Praça Pedro II, Centro, em coletiva de imprensa. O prefeito Edivaldo e primeira-dama, Camila Holanda, além do vice-prefeito Julio Pinheiro, foram acompanhados pela presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana (CGLU), Carolina Estrela; e o diretor da empresa São Luís Engenharia Ambiental, André Neves Vianna.

“A coleta seletiva é um serviço importantíssimo para a cidade, além de inovador, pois leva a gestão pública a trabalhar com a população quanto ao descarte adequado dos resíduos domiciliares. Este é um desafio grande para o país, pois, hoje, há mais de dois mil lixões em atividade em todo o Brasil. Em São Luís, a gestão municipal implementou uma estratégia diferenciada, fechando os lixões e adotando práticas sustentáveis, compreendendo a importância deste serviço público”, ponderou o vice-prefeito Julio Pinheiro.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moras Estrela, deu mais detalhes do serviço de coleta seletiva domiciliar por agendamento. “A política de tratamento de resíduos na gestão Edivaldo tem apresentado constantes avanços, desde a modernização do sistema de coleta e destinação, até a construção dos Ecopontos, que também são equipamentos de coleta seletiva, mas, agora, a população contará com mais este serviço, podendo agendar a coleta em sua residência, no qual o cidadão vai poder separar um volume de resíduos equivalente a até 100 litros de materiais como plásticos, papelão, embalagens tetrapak e papel, ou seja, resíduos secos, limpos e segregados, agendando a coleta pelo aplicativo WhatsApp para que as nossas equipes possam fazer a coleta, serviço este que deve ser realizado em um prazo de até 72 horas”, explicou Carolina Estrela.

ESTRATÉGIA

Desde a desativação do Aterro da Ribeira, em 2015, a gestão do prefeito Edivaldo vem avançando constantemente na política de resíduos, com destaque para a construção dos Ecopontos, que colocaram São Luís em destaque no mapa da reciclagem, no país. Atualmente, há 18 equipamentos em funcionamento, dois estão em construção e novos serão construídos e entregues ao longo deste ano.

Vale lembrar que, em todo o país, cerca de 25% das cidades não têm qualquer iniciativa de coleta seletiva e as que têm, essas atividades são incipientes e não abrangem todos os bairros. No Nordeste, em cerca de 46% dos municípios, o cidadão não tem acesso a qualquer iniciativa de coleta seletiva, segundo o último Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe).

O Comitê Gestor de Limpeza Urbana de São Luís, órgão que coordena a política de sustentabilidade idealizada pela Prefeitura, também orienta que os pequenos geradores não deixem o material a ser coletado disposto na rua, pois a equipe da coleta seletiva vai bater na porta de cada morador solicitante para receber o material ou pedir para portaria interfonar, caso o cidadão more em condomínio.

TIRA DÚVIDAS:

COMO SOLICITAR O SERVIÇO DA COLETA SELETIVA?

É possível solicitar a coleta seletiva quando a quantidade de material acumulado seja igual ou superior a 100 litros, ou seja, um saco de lixo grande. Você deverá entrar em contato para agendamento através do aplicativo whatsApp por meio de número 99188-9990.

COMO É REALIZADA A COLETA DO MATERIAL?

Durante o atendimento pelo whatsApp a coleta seletiva será agendada, com o prazo para retirada do material em até 72h, de segunda a sábado. O material não deve ser disposto na rua, pois a coleta seletiva irá bater em sua porta para receber o material ou pedir para sua portaria interfonar, caso você more em condomínio. O veículo da Coleta Seletiva São Luís é devidamente identificado.

 O SERVIÇO SERÁ PAGO?

Não, esse serviço será gratuito. Qualquer reclamação entre em contato pelo 0800 098 1636.

PARA ONDE VAI E O QUE SERÁ FEITO COM O MATERIAL COLETADO?

O material coletado será entregue às cooperativas de catadores que realizam o serviço de triagem e encaminham para a reciclagem, que possibilita que menos recursos ambientais sejam utilizados nos processos de consumo.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem