agencia

Notícias

Quarta-feira, 18/03/2020 - 14h19

Prefeitura de São Luís avança com obras e reforma do Mercado das Tulhas entra em fase de acabamentos

Os serviços integram o programa São Luís em Obras; além do Mercados das Tulhas a Prefeitura trabalha da reconstrução dos mercados do São Francisco, Coroadinho, Cohab, Monte Castelo e do Anil

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura de São Luís avança com obras e reforma do Mercado das Tulhas entra em fase de acabamentosPrefeitura de  São Luís segue avançando com a reforma do Mercado das Tulhas, localizado na Praia Grande, coração do Centro Histórico da capital, que entra em fase de acabamentos com colocação de revestimentos cerâmicos e do piso industrial. As intervenções no logradouro, importante ponto turístico da capital, vão garantir aos trabalhadores do mercado, à população e turistas uma estrutura física mais completa e segura, com novas instalações elétrica, hidráulica e sanitária, além de outros serviços no local. O mercado é um dos seis que recebem obras por meio do programa São Luís em Obras, idealizado pelo prefeito Edivaldo e que contempla pavimentação e drenagem profunda e superficial em diversos bairros, reforma de unidades de saúde, de praças e demais logradouros públicos, entre outros. Também recebem obras os Mercados do São Francisco, do Coroadinho, Cohab, Monte Castelo e Anil. 

Na fase atual da reforma do Mercado da Tulhas, as equipes estão executando o revestimento cerâmico de cada um dos boxes que integram o mercado, além também da execução do piso industrial. A próxima etapa será a colocação dos pisos de alta resistência, de bloquete e dos banheiros, além da fixação da calha do telhado bem como a finalização das bancadas em granito presentes nos boxes.

Até o momento, grande parte dos serviços que compõem o projeto de reforma do mercado já foi concluída. O telhado do logradouro, uma das maiores necessidades do espaço, teve o madeiramento trocado, bem como todas as telhas e já está totalmente recuperado, assim como a estrutura da edificação. Também já foi concluída a rede de GLP e instalação de gás, assim como a rede de esgoto, água e eletricidade e o contrapiso dos boxes e do passeio, além de já ter sido instalada as novas caixas d’água de polietileno.

“Seguimos em dias com o cronograma do programa São Luís em Obras. No Mercado das Tulhas a reforma continua avançando com a execução do revestimento cerâmico dos boxes e outros serviços. A proposta é manter as características arquitetônicas desse equipamento histórico, agregando estruturas modernas, com benefícios que não haviam antes, como acessibilidade, conforto ambiental para os feirantes e usuários, sistema de combate a incêndio, novas instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias”, disse o secretário  de Obras e Serviços Públicos, Antonio Araújo.

A reforma vai garantir um espaço mais acolhedor e de melhor estrutura para comportar as pessoas que costumavam frequentar o mercado e os milhares de turistas que visitam o Centro Histórico com o objetivo de conhecer um pouco mais da gastronomia, história e cultura maranhenses.

SOBRE O MERCADO

O Mercado das Tulhas é tombado pelo Governo Federal, e de área considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). Por isto, o projeto de manutenção e reparação da edificação segue padrões rígidos para manter os elementos construtivos originais do espaço, conservando um bem cultural que faz parte do conjunto arquitetônico e paisagístico da cidade de São Luís.

No início, o Mercado das Tulhas era um conjunto de barracas destinadas a celeiro público, local onde o lavrador guardava e vendia os gêneros a serem comercializados. Em 28 de julho de 1855, a Companhia Confiança, com a licença da Câmara de São Luís, demoliu a estrutura para erguer em seu lugar o Mercado da Praia Grande. O mercado possui pontos comerciais em todo seu entorno. São lojas, restaurantes, bares, lojas de artesanato, ateliê de pintura.

O local possui quatro entradas para acesso: sendo as principais pelas ruas da Estrela e Portugal, e outras duas com laterais para o Centro de Criatividade Odylo Costa, filho e Câmara Municipal de São Luís. Na parte interna, há quiosques, boxes, bancadas e barracas, que vendem todo tipo de produto, principalmente os ligados à gastronomia. 

O objetivo das obras no Mercado das Tulhas é melhorar os serviços prestados ao público consumidor, garantindo a segurança aos frequentadores e trabalhadores do local, visando à acessibilidade e conforto e promovendo a revisão e modernização das redes de instalações de todo a área do mercado.

MERCADOS EM OBRAS

A gestão do prefeito Edivaldo também segue avançando com a reforma e reconstrução de outros mercados de São Luís. O Mercado do Coroadinho, por exemplo, também segue em obras e beneficiará pelo menos 100 feirantes. No momento, estão em andamento os serviços de reboco externo das paredes e a execução do contrapiso na área central do mercado, onde ficam os boxes, além da execução da segunda laje da cobertura, onde ficará a administração do mercado.

No mercado do São Francisco já foi concluída toda a demolição da estrutura antiga e agora a construção avança na escavação das estacas e execução das ferragens, que darão formas ao novo projeto pensado para os feirantes do local e para a população do bairro e adjacências.

Já no Mercado da Cohab, as equipes trabalham na execução das ferragens, concretagem das bases, de vigas e pilares. O espaço, que abrigará todos os feirantes que trabalhavam nas antigas instalações do mercado, pretende atender com mais dignidade e segurança os trabalhadores que garantem o sustento familiar a partir da renda obtida no local.

Semana passada, o prefeito Edivaldo também assinou ordem de serviço para o início das obras de reconstrução dos mercados do Monte Castelo e Anil. As obras garantirão aos espaços novas fundações, instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias, nova cobertura e novo piso totalmente adaptado às normas de acessibilidade. Os feirantes passarão a contar com novos boxes, atendendo a todas as normas sanitárias vigentes.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem