agencia

Notícias

Quarta-feira, 06/05/2020 - 11h23

Relatório final da Prefeitura de São Luís mostra redução de 60% na circulação de veículos no primeiro dia de lockdown

No início da noite da terça-feira (05), o prefeito Edivaldo divulgou balanço parcial das operações de fiscalização de trânsito que indicavam redução de 46%; o relatório final mostrou que o resultado foi ainda mais positivo chegando a 60%

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Relatório final da Prefeitura de São Luís mostra redução de 60% na circulação de veículos no primeiro dia de lockdown

A redução do tráfego de veículos nas avenidas de São Luís durante o primeiro dia de lockdown foi de 60%, segundo apontou relatório da Prefeitura de São Luís. Os dados foram apurados pelo Centro de Controle Operacional (CCO) da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) e divulgados pelo prefeito Edivaldo Holanda Junior na madrugada desta quarta-feira (06). Até o dia 14 deste mês equipes da SMTT, com o apoio da Polícia Militar, seguem com barreiras nos principais pontos de tráfego da cidade em cumprimento à decisão judicial que determinou o lockdown na região metropolitana. 

No início da noite da terça-feira (05), primeiro dia do lockdown, o prefeito Edivaldo divulgou balanço parcial das operações de fiscalização de trânsito que mostravam redução de 46%. No entanto, o relatório final da Prefeitura de São Luís mostrou que o resultado da força-tarefa montada para restringir a circulação de pessoas na cidade foi ainda mais positivo.

O prefeito de São Luís classificou os dados como otimistas. “Apresentei mais cedo balanço parcial positivo da redução do fluxo de veículos nas avenidas de São Luís no primeiro dia de lockdown. Fechamos há pouco o relatório completo da SMTT que traz dados ainda mais otimistas: cerca de 60% a diminuição do tráfego nas últimas 24 horas”, disse Edivaldo Holanda Junior.

Relatório da SMTT também mostra que houve redução no número de usuários do transporte coletivo. Antes da determinação do lockdown o total de passageiros já havia diminuído 70%. Com o início das operações de bloqueio total esse índice chegou a 85% na terça-feira.

A fiscalização do tráfego está sendo feita por agentes de trânsito e pela Polícia Militar. Nas barreiras montadas nas principais avenidas da cidade quem está em deslocamento em carros particulares ou no transporte coletivo precisa comprovar que trabalha em atividades essenciais ou está a caminho de supermercados ou unidades de saúde, por exemplo.

“Os agentes de trânsito da SMTT estão orientando a população sobre as medidas previstas no decreto, informando quem pode sair de casa e em que situações. Também estão verificando se as pessoas estão com os documentos exigidos para poderem circular pela cidade. Quem não apresenta comprovação é orientado a voltar para casa”, explicou o titular da SMTT, Israel Pethros.

Além das barreiras nos principais pontos de tráfego, o trabalho da Prefeitura é reforçado pelo Centro de Controle de Operações do Trânsito, instalado no CCO da SMTT. O centro possui um painel de nove telas, por meio do qual é observada toda a movimentação do trânsito da cidade. O sistema de videomonitoramento é composto por 36 câmeras fixas e 32 câmeras de rotação de 360 graus, instaladas em pontos estratégicos dos principais corredores viários da capital.

Por meio deste sistema é possível acompanhar em tempo real como estão as barreiras montadas na cidade e se há necessidade de deslocar equipes para outros pontos onde o tráfego esteja em desacordo com as regras do decreto de lockdown.

Além do trânsito, estão sendo fiscalizados o comércio de serviços e produtos não essenciais, que deve permanecer fechado, os mercados, que precisam cumprir regras para evitar a transmissão do novo coronavírus, além da circulação de pessoas pela cidade. O objetivo do bloqueio é fazer com que seja cumprido o isolamento social e reduzir a curva de casos da Covid-19 na ilha de São Luís.

O cumprimento do decreto de lockdown em São Luís está sendo fiscalizado por equipes da Prefeitura e do Governo do Maranhão. O decreto restringe a circulação de pessoas e paralisa atividades não essenciais em São Luís e região metropolitana por 10 dias, até o dia 14 deste mês, conforme determinação da Justiça.

                    Acesse aqui galeria de fotos