agencia

Notícias

Sexta-feira, 08/05/2020 - 17h47

Prefeitura de São Luís contabiliza resultados positivos nos primeiros dias de lockdown

Redução de 60% no tráfego de veículos e de 85% no número de usuários do transporte urbano, fiscalização e disciplinamento de comércios de bairros e queda do número de pessoas nas ruas são indicativos do cumprimento das medidas de isolamento; ações seguem orientação do prefeito Edivaldo

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura de São Luís contabiliza resultados positivos nos primeiros dias de lockdownAo longo da semana, o prefeito Edivaldo Holanda Junior, colocou todo o efetivo de fiscalização nas ruas para garantir o cumprimento amplo do distanciamento social com o objetivo de reduzir a curva de crescimento da Covid-19, objetivo principal do lockdown  determinado pela Justiça e em decreto estadual e municipal que regulamenta as ações neste período em São Luís. Dentre os resultados positivos alcançados estão a redução de 60% no tráfego de veículos e de 85% no número de usuários do transporte urbano. Força-tarefa da Prefeitura conta com equipes das secretarias municipais de Trânsito e Transportes (SMTT); Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa); Segurança com Cidadania (Semusc), Urbanismo e Habitação (Semurh), além do apoio do Governo do Estado, por meio da Polícia Militar. Operação segue até o dia 14 deste mês.

Na avaliação do prefeito Edivaldo, a redução do fluxo de veículos e de passageiros indica que população aderiu ao lockdown. “Temos em nossa cidade uma boa adesão ao distanciamento social. Vamos seguir com nosso efetivo nas ruas até o fim do prazo estipulado pela Justiça. Depois continuaremos com as medidas implantadas nestes mais de 50 dias de trabalho. Além da fiscalização, estamos ampliando a rede de atendimento exclusiva aos pacientes com a doença. Temos a meta de chegarmos a 300 leitos na nossa rede própria e conveniada”, disse o gestor municipal.

O chamado lockdown, que é a restrição mais ampla e rigorosa à circulação de pessoas, veículos e ao funcionamento das atividades de serviços e comércio não essenciais, atende a decisão da Vara de Interesse Difusos e Coletivos de São Luís, que determinou ao Governo do Maranhão o estabelecimento da medida na Região Metropolitana de São Luís de 05 a 14 deste mês. O Governo acatou a decisão, editando decreto com as medidas restritivas e determinando às prefeituras dos quatro municípios da Ilha que executassem todas as ações necessárias para garantir o cumprimento da decião judicial.

BARREIRAS DE TRÂNSITO

Em São Luís, o prefeito Edivaldo determinou a instalação de barreiras, interdições e bloqueios nos pontos de maior circulação de pessoas e veículos. Na próxima semana, além das barreiras, haverá rodízio para a circulação de veículos, conforme determinação do Governo do Estado. Desde a terça-feira (05) agentes de trânsito atuaram nas principais avenidas da cidade como Guajajaras, São Luís Rei de França, Carlos Cunha, Colares Moreira, dos Franceses, Jerônimo de Albuquerque, Lourenço Vieira da Silva e Daniel de La Touche, além das pontes do São Francisco, Bandeira Tribuzi, Ipase, Caratatiua, Barragem do Bacanga e em bairros com grande tráfego interno a exemplo de São Francisco, Cohatrac, Cidade Operária, Coroadinho e região do Caolho.

As equipes também fizeram bloqueios em pontos do Centro de São Luís e no entorno de agências bancárias onde está sendo pago o auxílio emergencial do Governo Federal, provocando o acúmulo de pessoas. O resultado deste trabalho foi a redução de 60% na circulação de veículos, segundo monitoramento da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT). No transporte coletivo houve redução de 85% no número de passageiros. Houve redução também no quantitativo de usuários dos terminais de integração.

Só pode circular pela cidade quem atuam em serviços essenciais como atendimento em saúde, limpeza urbana, forças de segurança, comércio de gêneros alimentícios, medicamentos produtos de higiene pessoal e limpeza ou os usuários destes serviços. Em todos os casos é preciso apresentar documento de comprovação às equipes de fiscalização. No caso do transporte coletivo, táxis e por aplicativo, é também obrigatório o uso de máscaras por passageiros, condutores e cobradores.

FEIRAS E MERCADOS

Nas feiras e mercados de São Luís ação conjunta da Blitz Urbana e da Guarda Municipal tem garantido o disciplinamento destes espaços, incluindo o comércio de produtos e serviços não essenciais do entorno. Ao longo da semana foram fiscalizadas as feiras e mercados da Cidade Operária, Cohatrac, Anjo da Guarda, João Paulo, Liberdade, Cohab, Ipem São Cristóvão , Bom Jesus, Praia Grande, Coroadinho entre outras.

Segundo as normas do decreto que regulamenta o lockdown, todos os clientes, funcionários e comerciantes devem utilizar máscaras de proteção. As ações de higienização de superfícies devem ser intensificadas e os comerciantes devem disponibilizar álcool em gel ou água e sabão para uso pelos consumidores entre outras medidas.

COMÉRCIO NÃO ESSENCIAL

A Blitz Urbana também fiscalizou os comércios dos bairros Areinha, São Francisco, Renascença, Calhau, Vinhais, Cohama, Turu, Cohab, São Cristóvão, Planalto Pingão, Aurora, Anil, Ipase, Cohafuma e Cohatrac, além da Fonte do Bispo, avenidas Guajajaras e dos Franceses. A ação tem sido educativa.

Durante as abordagens os fiscais informam sobre a determinação judicial e quais regras precisam ser cumpridas e orientam o fechamento dos estabelecimentos. O disciplinamento do funcionamento das feiras, mercados e comércio não essencial dos bairros da periferia tem contribuído para a permanência da população em casa.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem