agencia

Notícias

Quarta-feira, 24/06/2020 - 15h14

Prefeitura de São Luís segue com cronograma de ações de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti na capital

Visitas domiciliares e carro fumacê são algumas das atividades desenvolvidas pela gestão do prefeito Edivaldo para conter doenças como dengue, zika e chikungunya

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Prefeitura de São Luís segue com cronograma de ações de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti na capitalA Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), segue mobilizando sua equipe para atuar na cidade com o objetivo de manter a saúde e o bem-estar da população. Neste sentido agentes de endemias atuam no sentido de prevenir a proliferação de doenças como dengue, zika e chikungunya, causadas pelo  mosquito Aedes aegypti. O trabalho integra ações preventivas de saúde colocadas em prática pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior. 

De acordo com a coordenação do programa de Controle das Arboviroses de São Luís, agentes de endemias seguem com as visitas de casa a casa, cumprindo as diretrizes do Ministério da Saúde, tratando todos os depósitos vulneráveis para criatório do Aedes aegypti.

Outra forma de combate à doença é a utilização do carro fumacê nas áreas de maior infestação, com o intuito de fazer o bloqueio e corte de transmissão, evitando, assim, a ocorrência de casos e aumento nas notificações de dengue, chikugunya e zika.

A coordenação do programa de Controle das Arboviroses de São Luís também informou que aguarda a volta das aulas para colocar em prática ações educativas, com palestras, apresentação de teatro, dentre outras iniciativas de conscientização da população.

O secretário de Saúde do município, Lula Fylho, afirmou que o reflexo das ações municipais surgem com a diminuição dos casos da doença na cidade: “Mesmo com as restrições para acesso aos domicílios, em virtude do distanciamento social, a gestão do prefeito Edivaldo conseguiu redução no número de casos de chikungunya e zika, o que mostra a eficácia nas ações de conscientização, foco do nosso trabalho, já que os agentes não poderiam fazer os procedimentos domiciliares. Com a volta das atividades in loco, nosso objetivo é também reduzir os casos de dengue”, declarou.

De acordo com dados da Semus, de janeiro a maio deste ano houve uma queda de 69% dos casos de chikungunya na capital e 27% de zika, em relação ao mesmo período do ano passado. Os casos de dengue tiveram um aumento de 40% no mesmo período, fator que, segundo o secretário Lula Fylho, será trabalhado para que ocorra uma diminuição de ocorrências, com ações mais intensas por parte do poder municipal.

CUIDADOS

Além das ações realizadas constantemente, a equipe de controle das arboviroses alerta para alguns cuidados que a população deve ter, como o descarte regular do lixo e evitar a colocação de plantas em recipientes que podem acumular água. A Secretaria Municipal de Saúde aplica periodicamente ações preventivas visando o controle vetorial das doenças na cidade, recolhendo pneus velhos e orientando a população para os devidos cuidados de prevenção.

Acesse aqui a galeria de imagens desta reportagem