agencia

Notícias

Atualizado em 21/01/2015 às 18h29

Prefeitura reúne com 108 famílias remanejadas de áreas de risco do Sá Viana

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

A Prefeitura de São Luís, através da Secretaria de Projetos Especiais (SEMPE), reuniu-se, na última quinta-feira (15), com 108 famílias que estão sendo remanejadas de áreas de risco. Os moradores estão sendo remanejados para moradias em áreas próximas e com melhor infraestrutura e qualidade de vida. O encontro aconteceu na Associação de Moradores do bairro do Sá Viana.

O secretário de Projetos Especiais, Gustavo Marques, destacou que a ação é resultado de esforço e dedicação da equipe as secretaria e do prefeito Edivaldo. "Conseguimos dar um grande passo para mudar a realidade de muitas famílias residentes nas áreas de risco dos bairros do Sá Viana, Jambeiro e Piancó. Após um longo processo, essas famílias podem finalmente efetuar sua mudança para uma habitação mais digna, com serviços públicos mais acessíveis e maior segurança, principalmente com a chegada do período chuvoso, que era sempre um período preocupante", afirmou.

Durante a reunião, o secretário e técnicos da Sempe conversaram com os presentes sobre uma nova etapa de cadastramento das famílias residentes nessas áreas de risco de inundação que desejam mudar para casas ou apartamentos situados em locais seguros e apropriados. "Essa relocação é uma das ações mais importantes previstas no Programa Bacia do Bacanga, que é desenvolvido pela prefeitura em parceria com o Banco Mundial", explicou o especialista socioambiental, José Antonio Viana Lopes.

NOVA ETAPA

O programa continuará a remanejar famílias que ainda residem em situações de risco nessa região. No mês de março, será iniciado o cadastramento de novos interessados no reassentamento. Depois dessa etapa, será possível resolver a situação dos moradores que ainda não manifestaram interesse em sair das áreas ou optaram por outro tipo de acordo que não a transferência para uma nova habitação.