agencia

Notícias

Terça-feira, 21/01/2014 - 18h58

Prefeitura mobiliza esforços para atualização do Plano de Contingência

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Membros do Comitê de Prevenção a Alagamentos discutiram situação de várias áreas de riscoA Prefeitura de São Luís dá sequência à atualização das informações do Plano de Contingência da cidade. Nesta terça feira (21), membros do Comitê de Prevenção a Alagamentos, apresentaram e discutiram a situação das principais áreas de risco. O trabalho de mapeamento dessas áreas foi iniciado e coordenado pela Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc), ainda no ano passado e reúne vários órgãos da administração municipal.

Durante o encontro, o titular da Semusc, Breno Galdino, explicou que o mapeamento destacou 66 áreas de risco em toda a cidade, 16 são consideradas de alto risco, entre elas, a situação da Vila Apaco, localizada na Cidade Operária. "A prioridade apontada pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior é de definir estratégias para essas 16 áreas de risco, pois o objetivo principal do plano de Contingência é preservar a vida. Estamos unindo forças juntamente com as Secretarias envolvidas para apresentarmos soluções viáveis ao município", disse.

Para o superintendente de Terras e Habitação da Secretaria de Urbanismo e Habitação (Semurh), Anderson Lindoso, o problema da Vila Apaco é urgente, pois a única solução é fazer o remanejamento das famílias. "Vamos fazer uma visita ainda hoje [ontem] para visualizarmos como está a ocupação e se existe a possibilidade de remanejar as famílias para os terrenos ali próximos", contou.

A titular da Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas), Andréia Lauande, ressaltou a necessidade de dar apoio à comunidade. Ela informou que há uma equipe sendo preparada para prestar esse serviço.

Um relatório com o detalhamento dessas informações está sendo preparado como parte da execução das estratégias previstas no Plano de Contingência e deve ser apresentado oficialmente em breve. "O nosso trabalho é prevenir para tentar minimizar alagamentos e possíveis desastres", destacou a superintendente da Defesa Civil Municipal, Elitânia Barros.

O monitoramento das áreas de risco em 2014 terá mais agilidade através de convênio feito pelo município com o Governo Federal para a instalação de sete pluviômetros automáticos. Os equipamentos possibilitarão informações em tempo real sobre precipitações e pontos chuvosos reduzindo o tempo de resposta.

Estiveram presentes os secretários Breno Galdino, Fátima Ribeiro (Segurança Alimentar), Andréia Lauande (Criança e Assistência Social) Anderson Lindoso (Superintendente de Terras e Habitação - Semurh) e representantes da Secretaria de Governo e da Ordem dos Advogados do Brasil – (Seção Maranhão).