agencia

Notícias

Sexta-feira, 24/01/2014 - 17h46

Programa SOS Emergências é implantado em São Luís

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Para o secretário de Saúde, Cesar Felix, o Programa vai permitir atendimento mais rápido, mais organizado e com internação mais adequadaO Hospital Clementino Moura, Socorrão II, passou a integrar, nesta sexta-feira (24), o programa S.O.S Emergências, iniciativa do Governo Federal para qualificação da gestão e do atendimento em grandes hospitais que atendem pelo SUS. O termo de compromisso foi assinado nesta manhã, na Secretaria de Saúde (Semus), pelo secretário Municipal de Saúde, Cesar Felix, e o secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Magalhães.

Com o Programa, o Socorrão II passará a receber R$ 300 mil mensalmente para investimento na estrutura do hospital e capacitação de profissionais. Também serão destinados recursos para compra de respiradores, monitores e demais equipamentos de UTI.

Para o secretário municipal de Saúde, Cesar Felix, o Programa vai permitir atendimento mais rápido, mais organizado e com internação mais adequada. "Muitos dos pacientes que buscam atendimento nos Socorrões nem sempre são casos de urgência e emergência, por isso o programa vai organizar de forma muito mais eficaz o fluxo e a conexão entre as unidades mistas, os hospitais e UPAs 24h. Essa parceria com o Ministério da Saúde é o reflexo do trabalho do prefeito Edivaldo Holanda Júnior de garantir um melhor atendimento para os que buscam as unidades de saúde do município", explicou.

O Hospital Socorrão II é referência de maior complexidade em urgência, emergência, traumatologia, ortopedia, neurocirurgia e terapia intensiva adulta no Maranhão. São realizados 4.883 atendimentos mensais de pacientes oriundos da capital, de municípios maranhenses e de estados vizinhos. O SOS Emergências vai atuar a partir da articulação entre o Socorrão II e os demais serviços de urgência e emergência como o Samu e as Unidades de Pronto Atendimento (Upas 24h).

"Com o S.O.S Emergências nós iremos desafogar os leitos, com a implementação de leitos de retaguarda, para onde serão encaminhados pacientes de complexidade intermediária. Isso irá ocasionar uma considerável melhoria do atendimento prestado à população, com resultados que serão sentidos ao longo do tempo", enfatizou o secretário Helvécio Magalhães.

A principal medida do Programa que vai permitir desafogar o Socorrão II é a implementação de leitos de retaguarda para pacientes com quadro clínico estável, sem risco iminente de morte e sem possibilidade de alta no momento do encaminhamento. Esses leitos serão identificados nas unidades da rede e em hospitais parceiros.

Depois da assinatura do Termo de Compromisso, a comitiva, formada pelos secretários Cesar Felix e Helvécio Magalhães, a coordenadora nacional do SOS Emergências, Ana Augusta e o diretor do hospital Clementino Moura, Ademar Bandeira, seguiu para visita às instalações do Socorrão II, onde foi realizada descerramento da placa em alusão à implantação do Programa.

O diretor do Socorrão II, Ademar Bandeira, destacou a importância da ação para qualificar o atendimento. "Nós temos muitas demandas a serem supridas. O programa do Governo federal, em parceria com o Município, será um agente de grande importância para sanar boa parte das demandas e oferecer mais agilidade e qualidade aos pacientes que mais precisam", enfatizou.