agencia

Notícias

Sexta-feira, 31/01/2014 - 17h32

Iniciado reassentamento da margem esquerda da Bacia do Bacanga

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

Secretário Gustavo Marques participa da reunião sobre reassentamento e destaca trabalho da gestão Edivaldo Holanda JúniorA Secretaria Municipal Extraordinária de Projetos Especiais (Sempe) realizou nesta quinta-feira (30) uma reunião para dar início à primeira fase das ações de reassentamento das famílias que moram em áreas de risco nos bairros do Sá Viana, Jambeiro e Piancó. O encontrou ocorreu no Núcleo de Extensão da Vila Embratel (Neve), conhecido como Adolescentro, com a presença de mais de 250 moradores que sofrem com as inundações periódicas do Lago do Bacanga e cujas habitações são inadequadas para moradia.

O principal objetivo da reunião foi de identificar famílias interessadas em aderir de forma voluntária ao reassentamento e obter uma moradia nova no Residencial Piancó. "Essa é uma ação que está prevista dentro do Programa Bacia do Bacanga que, nesta fase, esta atuando em conjunto com diversas secretarias municipais para cumprir uma determinação do prefeito Edivaldo Holanda Júnior para que os moradores dessa região deixem de sofrer com os constantes alagamentos e possam usufruir de uma maior qualidade de vida", ressaltou o secretário de Projetos Especiais, Gustavo Marques.

O especialista socioambiental da Sempe, José Antonio Lopes, explicou aos presentes a atuação da administração municipal. "A Prefeitura está buscando atender ao princípio da permanência das famílias nos locais mais próximos das atuais habitações. Para isso, uma das possibilidades que as famílias poderão fazer é a escolha de um imóvel do Programa Minha Casa Minha Vida, no bairro do Piancó", disse.

Ele ainda esclareceu aos presentes que essa não será a única opção. Há ainda a possibilidade de optar por um reassentamento cruzado - casas em outras localidades - ou mesmo uma indenização pelo imóvel. Todas essas opções serão detalhadas e possibilitadas nas próximas fases do Plano de Reassentamento.

Para os moradores interessados em participar do reassentamento de forma voluntária ou que desejam esclarecer qualquer dúvida, a Prefeitura disponibilizou uma equipe técnica para atendimento individualizado na sede do Neve. As equipes iniciam os trabalhos nesta segunda-feira (3), nos turnos da manhã e tarde, e devem ocorrer durante duas semanas.

A previsão é que as famílias iniciem a mudança em dois meses. "O fato do empreendimento já estar na sua fase de conclusão acelera o reassentamento. Acreditamos que no mês de março já será possível a mudança para os novos imóveis das famílias que aderirem a essa opção", avaliou a superintendente de Transferência de Renda da Semcas, Daniela Araújo.