agencia

Notícias

Atualizado em 26/02/2015 às 19h32

Prefeitura apresenta prévia do estudo de Drenagem Urbana de São Luís

Além dessas perspectivas, o estudo também contempla a proposição e adoção de alternativas para a drenagem das Bacias Hidrográficas, Estudos Ambientais e um Estudo de Concepção Consolidado

A- A+ Tamanho da Letra
Da Redação - Agência São Luís

A Prefeitura de São Luís, através da Secretaria Municipal de Projetos Especiais (Sempe), apresentou nesta quinta-feira (26) documento preliminar do Estudo de Concepção do Sistema de Drenagem Urbana de São Luís, que vem sendo elaborado através do consórcio Drenagem São Luís, formado pelas empresas Falcão Bauer e AGM Engenharia. A reunião foi realizada na sede da Secretaria de Planejamento (Seplan).

O secretário de Projetos Especiais, Gustavo Marques, enfatizou que a conclusão dos estudos deve apresentar novas soluções na área de drenagem possam ser executadas no Município, melhorando a qualidade de vida da população. "Após o Município receber esses estudos, a Prefeitura terá melhores condições de atuar com obras de drenagem que trarão soluções a problemas antigos que a nossa cidade vive, mas que poderão ser resolvidos com algumas ações pontuais e outras mais complexas, e esse estudo nos apontará os caminhos a serem tomados", disse.

O estudo de Concepção do Sistema de Drenagem de São Luís contempla a análise de programas, convênios, planos, estudos e projetos, e do arcabouço institucional do setor de saneamento ambiental, a caracterização das bacias hidrográficas, os estudos hidrológicos, a caracterização das áreas de influência, o diagnóstico do sistema de drenagem urbana e manejo de águas pluviais e o prognóstico do sistema de drenagem. Além dessas perspectivas, o estudo também contempla a proposição e adoção de alternativas para a drenagem das Bacias Hidrográficas, Estudos Ambientais e um Estudo de Concepção Consolidado.

No fim do estudo, serão realizadas as análises dos efeitos danosos que eventuais intervenções propostas em áreas mais altas possam acarretar. Outros aspectos que impactarão no desempenho do sistema de drenagem, também serão abordados, como os instrumentos e estruturas que possibilitarão intervir em situações de urgência ou de emergência; a adequações nos serviços de coleta, transporte, tratamento e disposição de resíduos sólidos, minimizando o lançamento de resíduos nos cursos d'água; entre outros.

"A Prefeitura tem muito a ganhar com a entrega desse estudo, que em seu relatório final conterá propostas detalhadas de intervenções no sistema de drenagem e abordará também temas de natureza institucional, legislativa, socioambiental e de uso e ocupação do solo" explicou o engenheiro da Sempe, Roberto Sousa.

Participaram da reunião as Secretarias Municipais de Governo (Semgov), Planejamento (Seplan), Obras e Serviços Públicos (Semosp) e Segurança com Cidadania (Semusc), além da Caixa Econômica Federal.